Compartilhe esta matéria!

Zoológico de Brasília retoma visitação noturna e passeios guiados

Preço do ingresso varia de R$ 5 a R$ 30, por pessoa; alunos da rede pública não pagam. Conheça os projetos.

Zoológico de Brasília retoma agendamento para projetos educacionais.  — Foto: Fundação Jardim Zoológico de Brasília/Divulgação
Zoológico de Brasília retoma agendamento para projetos educacionais. — Foto: Fundação Jardim Zoológico de Brasília/Divulgação

Com público reduzido, uso de máscara e distanciamento social, a Fundação Jardim Zoológico de Brasília (FJZB) retomou as atividades dos projetos educacionais. O trabalho estava suspenso há cinco meses, por causa da pandemia da Covid-19.

O Zoo Noturno é uma das atividades. Por meio do projeto, os visitantes conhecem a rotina dos animais que ficam ficam acordados durante a noite.

Zoo Experiência é um roteiro onde o público pode ver, de perto, os cuidados com os bichos. Já no Zoo Escolar, alunos da rede pública e privada são convidados a conhecer o espaço (veja abaixo detalhes de cada passeio).

Para participar dos projetos, é preciso marcar pelo e-mail deam@zoo.df.gov.br. O preço do ingresso varia de R$ 5 a R$ 30, por pessoa, com exceção dos alunos da rede pública que não precisam pagar.

Zoo Noturno

O projeto Zoo Noturno é um passeio que acontece depois das 19h, as terças e quintas-feiras. O tour contempla visita aos animais de hábitos noturnos e explicações sobre temas relacionados aos bichos – como origem, características das espécies e possibilidade de extinção.

Em cada tour, pode participar grupos de quatro a oito pessoas da mesma família. O ingresso custa R$ 30 por pessoa.

O Zoo Noturno começou em 2007, quando o ônibus que transportava um grupo para um passeio à tarde quebrou e precisou ficar no local durante a noite. Diante do incidente, os biólogos da fundação resolveram mostrar aos visitantes os hábitos noturnos dos animais.

Em 2019, 1.227 pessoas fizeram o passeio. De janeiro de 2020 e até julho de 2021, o número de visitantes caiu para zero, por causa da medidas restritivas de combate à pandemia do novo coronavírus

Zoo Experiência

Nesta visita guiada, o público tem acesso privilegiado às áreas de manejo dos animais e acompanha os bastidores do tratamento de bichos.

No momento do agendamento, o visitante escolhe qual tour pretende fazer, sendo que atualmente há cinco opções de roteiros. Um dos percursos é focado nos animais ameaçados de extinção que vivem no Zoológico de Brasília.

Nesse trajeto, é possível conhecer, por exemplo, o sauim-de-coleira, espécie que ganhou mais um integrante em 2020. Outro morador especial é o tatu-bola-da-Caatinga, que só pode ser encontrado, em cativeiro, no Zoo de Brasília.

Primata ameaçado de extinção, filhote de sauim-de-coleira nasceu no Zoológico de Brasília. — Foto:  Joel Rodrigues
Primata ameaçado de extinção, filhote de sauim-de-coleira nasceu no Zoológico de Brasília. — Foto: Joel Rodrigues

O tour ocorre todas as terças e quartas-feiras, com saídas às 9h e às 14h. Assim como no Zoo Noturno, o passeio é limitado a, no máximo, oito pessoas da mesma família. Ingressos custa R$ 30 para cada pessoa.

Zoo Escolar

O Zoo Escolar é voltado para passeios de colégios. Nesse caso, o tour não é monitorado, ou seja, ocorre sem a companhia de um profissional do Zoológico de Brasília.

Cada instituição pode levar a quantidade de estudantes que desejar, desde que não ultrapasse a marca de 2,5 mil visitantes diários que podem entrar no Zoo. O limite foi imposto como medida de prevenção a Covid-19.

É possível agendar visitas de terça a sexta-feira, para o período da manhã e da tarde. O ingresso custa R$ 5 para pessoa, com exceção dos alunos da rede público que não precisam pagar pelo bilhete.

Alô Valparaíso/ Agência Brasil