(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Compartilhe esta matéria!

Volta às aulas pode acontecer no próximo mês em Goiás

Secretário Estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, analisa possibilidade para o próximo mês. Unidades escolares estão fechadas desde março

Nesta terça-feira, dia 06 de outubro, o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, anunciou que está sendo analisada a possibilidade de volta às aulas presenciais a partir de novembro, em Goiás. De acordo com o gestor, para que isso aconteça é essencial uma redução significativa nos índices de morte por novo coronavírus (covid-19). Ele também ressaltou a importância que a ocupação das UTIs se mantenha em queda.

No Estado, as aulas estão suspensas desde 17 de março devido à pandemia de coronavírus. Alexandrino explica que, embora muitas pessoas digam que as crianças têm poucas complicações e também menor taxa de letalidade, elas podem transmitir a outras pessoas, por isso a necessidade de ter cautela na retomada das atividades.

“Mês passado foi deliberado no COE [Centro de Operações de Emergências] dois aspectos técnicos que são parâmetros que nos norteiam. Um deles é a taxa de ocupação de UTI abaixo de 75% por quatro semanas. E o outro, também por quatro semanas, é a redução sustentada da taxa de mortalidade em 15%. No final de semana, essa taxa [de UTI] ficou abaixo de 75%, mas é algo incipiente, é algo de dois ou três dias ainda”, afirmou o secretário.

Outros dados divulgados também indicam uma queda na mortalidade pela doença. O primeiro índice há três semanas, foi de 5%. Em seguida, passou para 9%, atualmente, está em 19%, sendo a primeira dentro do índice indicado pelo COE para retorno das aulas.

“Como a discussão prevê que se mantiver por quatro semanas, a gente começa a pensar na possibilidade desse retorno em novembro. Lembrando que caso isso se efetive, não é no mesmo padrão anterior. Teriam diversos protocolos, turmas intercaladas, diversos fatores”, completou Alexandrino.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações do G1