Veterinário afirma que cão arrastado por moto tem pouca chance de sobreviver

Adolescente e homem responsáveis por maltratar o animal já foram liberados pela Polícia

O veterinário responsável pelo atendimento ao cão que foi arrastado por uma motocicleta, afirmou na terça-feira (19), que as chances do animal são minímas de sobreviver. A ocorrência foi registrada na semana passada pela Polícia Militar, no município de Jataí (GO).

Segundo o veterinário Pedro Campos, o cachorro foi diagnosticado com doença popularmente conhecida como "do carrapato", além de ter várias escoriações graves e larvas que se alimentavam de pele necrosada.

O bicho foi amarrado em uma moto por um menor e arrastado pelas ruas da cidade goiana em troca de R$ 3,00. Um motorista do caminhão da coleta de lixo flagrou a barbaridade e denunciou para as autoridades policiais.

Segundo as investigações, o adolescente e o dono do animal, um homem de 32 anos que confirmou ter participado do crime, foram detidos por maus tratos e liberados após registro do caso na Polícia Civil.

Ainda de acordo com o veterinário, o estado do cão é gravíssimo. “Ele foi diagnosticado com erliquiose e sinomose. Por causa das doenças ele está com crises convulsivas e tem que ficar em coma induzido para controlar as convulsões. Ele também não está conseguindo ficar nas quatro patas. Quando colocamos ele de pé ele cai imediatamente”, explicou.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com a colaboração do G1
Compartilhe esta matéria!