Traficantes são detidos em Cristalina

Esquema de tráfico era investigado pela Polícia Civil

Na quinta-feira (23/08), a Polícia Civil do Estado de Goiás, prendeu em flagrante Francisco Osmundo da Silva Filho, e apreendeu um menor, ambos responsáveis por um esquema de tráfico de drogas, no município de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal.

Segundo a PCGO, as investigações começaram após denúncias que apontavam à existência de‘bocas de fumo’, no Setor Belvedere. Depois de realizar algumas campanas, os policiais civis identificaram movimentação típica de tráfico de drogas nas residências indicadas pelos denunciantes.

Em uma das diligências na região, a polícia flagrou o menor saindo pelo portão de uma das casas e preparando uma porção de maconha para venda. Diante da situação, os PCS abordaram o indivíduo suspeito, que afirmou ser usuário de drogas e não possuir mais nenhuma quantidade de entorpecentes onde morava.

Ao se deparar com a ação policial, a mãe do menor confirmou a versão do filho e tentou convencer os agentes que não existia mais nenhuma porção de entorpecentes em seu endereço. No entanto, durante buscas, os policiais encontram debaixo da cama do adolescente, quatro poções de material assemelhado com crack, uma balança de precisão, três rolos de papel filme e R$ 17,40 em espécie. Os investigadores também encontraram insumos para produção de cocaína, tais como um pote de cafeína, 605 gramas de ácido bórico, uma lâmina de Gillette com resquícios de crack e uma cartela do medicamento Cimegripe.

Ao ser questionado, o menor afirmou que as pedras de crack lhe pertenciam e seriam destinadas à venda. Em seguida, afirmou que os outros produtos apreendidos seriam de propriedade de Francisco, que também reside no Setor Belvedere e era monitorado pela equipe de investigadores em virtude de denúncias sobre tráfico de entorpecentes.

Os policiais civis foram até a residência de Francisco, que também lhes franqueou a entrada. Foram localizados uma balança de precisão, dois rolos de papel filme, um rolo de papel laminado e uma porção de substância castanho-esverdeada composta de flores, frutos, caule, sementes e ramos, prensada e sem invólucro.

Desvendada a parceria criminosa, Francisco confirmou que parte do material apreendido na casa do menor lhe pertencia. Diante dos fatos, a equipe de policiais civis conduziu os envolvidos para a delegacia para a lavratura dos procedimentos cabíveis. Francisco possui passagem recente por autoria em tentativa de homicídio, perpetrado na Bahia.

Via Polícia Civil de Goiás