Termina hoje em Valparaíso a primeira fase da vacinação contra o sarampo

Unidades de saúde funcionarão de 8h às 17h na cidade goiana

A primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo será finalizada nesta sexta-feira, dia 25 outubro, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A mobilização lançada no início do mês, tem como objetivo combater a doença e ajudar o Brasil a recuperar o certificado de “país livre do sarampo”.

Neste ano de 2019, a campanha foi dividida em duas etapas para priorizar a vacinação de dois grupos específicos. Na primeira fase, crianças de 6 meses a 5 anos de idade. Segundo o boletim do sarampo divulgado pela Ministério da Saúde, esse é o grupo mais vulnerável. Bebês de até 1 ano de idade apresentam índice de incidência de sarampo 12 vezes maior que as demais faixas etárias.

A segunda fase, com data de início prevista para 18 de novembro, imunizará adultos de 20 anos a 29 anos de idade que não estão com a carteira de vacinação em dia. Ainda de acordo com o ministério, a vulnerabilidade acontece porque adultos nessa faixa etária nasceram após a erradicação da doença no país, o que retirou a obrigatoriedade da segunda dose da vacina.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o avanço do sarampo não é um fenômeno exclusivamente brasileiro. Surtos da doença na Venezuela, Europa e Ásia foram registrados em 2018, e outros países fora do continente latino também registram altos números da doença.

A doença

Causado por vírus, o sarampo é uma doença infecciosa grave, que pode levar à morte. A transmissão ocorre por via aérea, ou seja, quando a pessoa infectada tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas.

Mesmo quando o paciente não morre, há possibilidade de a infecção ocasionar sequelas irreversíveis. Quando a doença ocorre na infância, o doente pode desenvolver pneumonia, encefalite aguda e otite média aguda, que pode gerar perda auditiva permanente.

Os sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza (nariz escorrendo ou entupido) e mal-estar intenso. Quando o quadro completa de três a cinco dias, podem aparecer manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da Agência Brasil

Secretaria Municipal de Saúde de Valparaíso de Goiás. (Foto: Alô Valparaíso)

Compartilhe esta matéria!