Compartilhe esta matéria!

Suspeito de manter companheira em cárcere privado é preso em Planaltina

Arma falhou e vítima conseguiu fugir com dois filhos para pedir ajuda. Caso ocorreu em área rural de Planaltina, nesta segunda-feira (15).

Uma jovem de 21 anos precisou fugir de casa, nesta segunda-feira (15), para não ser morta pelo companheiro, de 39 anos. O caso ocorreu na área rural de Planaltina, no Distrito Federal, quando o suspeito tentou atirar contra a vítima, porém, segundo ela, a arma falhou.

De acordo com informações da Polícia Militar, a mulher conseguiu deixar a casa com os dois filhos por volta das 18h – uma criança de sete anos e um bebê de 11 meses. À corporação, a jovem contou que foi espancada e ameaçada com uma arma de fogo.

Os policiais encontraram a vítima na rua, enquanto chovia. Segundo os militares, ela e as crianças choravam e pediam por ajuda.

Arma e munição apreendida com suspeito de manter companheira em cárcere, no DF — Foto: PMDF/Divulgação
(Imagem:PMDF/Reprodução)

Arma e munição apreendida com suspeito de manter companheira em cárcere, no DF

Após conversar com a mulher, os policiais foram até a casa do casal e encontraram João Luis Rios Maia, que estava escondido. Na residência, os policiais apreenderam uma arma de fogo e munição.

O homem foi preso e levado à 16ª Delegacia de Polícia, em Planaltina. Ele foi autuado na Lei Maria da Penha, por tentativa de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo. A identidade do suspeito não foi divulgada.

Agressões

A jovem contou que morava com o companheiro há pouco mais de um mês.

“Ele me falou para ir embora, que era para sair de casa. Mas, quando eu falava que ia sair, ele puxava meu cabelo e me dava rasteira na perna. Eu caí e ele saiu me puxando, falando que eu não ia embora”, disse.

A mulher afirmou ainda que o homem tirou o celular dela para que a companheira não mantivesse contato com ninguém. Além disso, contou que vivia sob ameaças.

Alô Valparaíso/Com informações PMDF