O número de pessoas com caxumba no Distrito Federal aumenta a cada semana. O total de casos chega a 960 e tem assustado os moradores da capital federal.

A gerente de Vigilância Epidemiológica do Distrito Federal, Priscilleyne Reis, diz que desde o ano passado a Secretaria de Saúde tem realizado um monitoramento dos casos na cidade.

A caxumba é uma doença viral aguda. Priscilleyne Reis explica que os cuidados gerais de prevenção da doença passam por boas práticas de higiene, como lavar as mãos e usar lenço ao tossir e espirrar.

É importante, também, não compartilhar objetos como talher, copo e evitar o contato com a pessoa doente. Ainda de acordo com a gerente de Vigilância Epidemiológica, a vacina é a melhor forma de se prevenir. Ela tem indicação contra o sarampo, caxumba, rubéola e a varicela.

As crianças devem recebem duas doses da vacina e os adultos de 20 a 49 anos apenas uma dose. Gestantes não podem se vacinar.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a prevenção pode ser feita durante todo ano nos postos de saúde, uma medida importante já que não existe tratamento específico para caxumba. Priscilleyne fala também sobre os sintomas da doença.

A população pode ter mais informações sobre os sintomas da caxumba e formas de prevenção pelo Disque Saúde, no telefone 160.

Da Agência Brasil