Servidores da Educação iniciam greve nesta quarta-feira em Goiás

Eles cobram o pagamento de salários atrasados do mês de dezembro

Os servidores da Educação de Goiás iniciaram uma greve nesta quarta-feira, 03 de abril. A categoria planeja montar um acampamento em frente ao Palácio Pedro Ludovico, sede do Governo do Estado e que fica localizado em Goiânia.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), informou que a categoria cobra o pagamento dos salários atrasados de dezembro, tanto para os trabalhadores ativos quanto para os aposentados. Ao todo, 200 escolas já aderiram ao movimento.

A greve foi aprovada durante assembleia realizada na última segunda-feira (01/04). A presidente do Sintego, Bia de Lima, afirmou que a principal reivindicação é o pagamento do salário atrasado. Os vencimentos já começaram a ser pagos de forma parcelada pelo governador Ronaldo Caiado, mas ainda não atingiu toda categoria. "Do total de servidores, 58% já recebeu, mas ainda faltam os 42%. A categoria não quer a greve, estamos no meio do semestre, é muito prejudicial aos alunos. Mas estamos angustiados e precisamos receber", completou.

Da Redação do Alô Valparaíso
Compartilhe esta matéria!