No último domingo (23), Yuri Rafael Rodrigues da Silva Miranda, policial militar do Estado de Goiás, matou a tiros, o segurança Kássio Enrique Ribeiro de Souza, 26 anos.

O crime ocorreu no estacionamento da Mansão Millenium, uma conhecida casa de festa localizada no Gama (DF). No momento do crime, Kássio Enrique trabalhava como free-lancer durante um evento. O jovem segurança era morador do Jardim Zuleika, bairro localizado no município de Luziânia (GO).

De acordo com informações da Polícia Civil, o autor dos disparos se entregou espontaneamente após o crime e foi liberado depois de prestar depoimento. Ao todo foram sete disparos, que teriam sido efetuados durante uma discussão em frente à casa de shows.

O sepultamento de Kássio Enrique está marcado para acontecer às 10 horas da manhã, no cemitério Campo da Esperança, em Brasília-DF.

Conforme informações enviadas via Whatsapp, uma grande mobilização de um grupo de seguranças do Distrito Federal e região do Entorno, deverá ocorrer no local e exigirá justiça.

“Hoje realizaremos a maior manifestação já feita pelos seguranças. Toda a imprensa foi convocada para estar lá em Luziânia no horário do enterro, a pedido da mãe do Kadu. Conto com todos uniformizados”, dizia uma mensagem enviada ao Alô Valparaíso. 

Kássio deixa uma filha de 2 anos e sua esposa grávida de três meses.

Por Marcelo Carlos