(Foto: Alô Valparaíso)

Compartilhe esta matéria!

Secretaria de Saúde garante que está preparada para iniciar vacinação contra Covid-19, em Valparaíso de Goiás

 
Trabalhadores da Saúde e pessoas com 75 anos e mais, serão os primeiros a ser vacinados, de acordo com o Programa Nacional de Imunização

A Secretaria Municipal de Saúde informou (SMS) que está preparada para iniciar a Campanha Nacional de Vacinação contra Covid-19 (Coronavírus), assim que as doses de vacinas chegarem ao Município.

 No último domingo (17), os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford. A decisão foi comemorada pelo prefeito Pábio Mossoró. “Em Valparaíso de Goiás já estamos tomando as providências necessárias para imunizar a população, de acordo com os protocolos de grupos prioritários. O primeiro passo, para conter a pandemia já foi dado e tenho fé que tudo caminhará bem para restabelecermos a saúde pública, a economia e o desenvolvimento do município e do país”, destacou Mossoró.

De acordo com a SMS, a cidade segue atenta, organizada e aguarda a distribuição das vacinas aos 246 municípios goianos. “Estamos na expectativa para o início deste trabalho. Vamos respeitar o Plano Nacional de Imunização, seguir o cronograma e atender os grupos prioritários”, salientou a titular da pasta, Rosângela Palácio.

Confira abaixo as fases e populações alvo do Programa Nacional de Imunização:

1 – Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);

2 – Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas);

3 – Indígenas;

4 – 34% da população dos trabalhadores de saúde no Estado de Goiás que estão diretamente em atendimento aos pacientes com COVID – 19 dos hospitais de Campanha, Hospitais públicos e privados que atendem pacientes com COVID – 19; 5- Profissionais do Serviço de atendimento móvel de emergência (SAMU) e das Unidades de pronto atendimento (UPA).

5 – Profissionais do Serviço de atendimento móvel de emergência (SAMU) e das Unidades de pronto atendimento (UPA).

Da Redação do Alô Valparaíso