Nesta quinta-feira (05), o Alô Valparaíso foi informado que o Posto de Saúde da Família (PSF), localizado no bairro Jardim Oriente, teve a sua energia elétrica cortada. Sabe-se que a Celg Centrais Elétricas de Goiás estipula um prazo mínimo de 15 dias para efetuar o corte, a partir do aviso prévio, e o prazo máximo é de 90 dias.

Casos assim são costumeiros no Estado, haja vista que a empresa sofre com a inadimplência de 80 cidades goianas que devem para a Celg cerca de R$ 75 milhões.  

Em Valparaíso, o corte de energia elétrica no PSF já citado, ocorreu na manhã de ontem (04) e vem causando transtornos a comunidade e dificuldades para a realização das tarefas da excelente equipe de atendimento da unidade.

Segundo informações que nos foram passadas, hoje o PSF do Jardim Oriente não realizou o trabalho de prevenção e nem a aplicação de vacinas devido à falta de energia.

Descobrimos também que medicamentos estão cada vez mais escassos na unidade de saúde, faltam comprimidos para atender toda a demanda na comunidade, além de equipamentos simples, como por exemplo, termômetros.  

Por Marcelo Carlos

IMG_20151105_183335