Compartilhe esta matéria!

Saiba se seu pet pode comer ovo

A resposta é sim! Quando preparado de maneira adequada para o cão, esse delicioso alimento traz diversos benefícios para a saúde dos nossos melhores amigos.

Cachorro pode comer ovo?

A resposta é sim! Quando preparado de maneira adequada para o cão, esse delicioso alimento traz diversos benefícios para a saúde dos nossos melhores amigos. Isso porque o ovo contém várias vitaminas e proteínas que o tornam uma ótima escolha.

Aliás, atualmente está muito em alta a alimentação natural para pets. Os tutores estão em busca de alimentos não processados para proporcionar uma maior qualidade de vida a eles. O ovo é um grande aliado, sendo uma opção acessívele e nutritiva.

Quais os benefícios do ovo para eles?

Como dito, o ovo é um alimento com diversos benefícios nutricionais para o cão. Além das várias vitaminas, as proteínas que ele contém são digeridas facilmente. Também é composto por vários aminoácidos essenciais que o corpo do animal não sintetiza, obtendo somente por meio da dieta.

Sendo assim, a proteína presente no ovo auxilia no fortalecimento muscular dos cães, melhora a fibra dos pelos e ajuda a reparar os tecidos. Já as vitaminas A, complexo B, selênio e ferro contribuem para que o ovo seja um ótimo complemento da alimentação natural.

Portanto, na quantidade adequada, o ovo é uma possibilidade para todas as raças de cães. Suas gorduras benéficas desempenham um papel importante no equilíbrio da saúde do animal, e não precisa se preocupar, porque elas evitam o aumento do colesterol no pet.

Como preparar ovo para o cachorro?

Na vida selvagem, o cachorro pode comer ovo cru de maneira esporádica. Contudo, os pets domesticados precisam da atenção de seus donos quanto à forma de preparo do ovo, já que o uso de condimentos, como temperos e sal, não é recomendado. Diante disso, veja a seguir os modos mais adequados de preparar ovos para o cão que preservam os nutrientes.

Ovo cru

O cachorro pode comer ovo cru sem casca sem prejuízo para sua saúde. Isso porque ele tem contato com diversos fatores ambientais, como grama, terra e poeira, que fazem com que tenham mais resistência a micro-organismos. 

Mas para que ele aproveite o máximo de nutrientes, prefira oferecer o ovo inteiro, não apenas a clara. Isso, porque na gema está a maior quantidade de biotina e outras substâncias importantes, assim, uma complementa a outra.

Ovo cozido

Outra forma de preparo é por meio do cozimento. Basta cozinhar o ovo Mantiqueira em uma panela com água e deixar o tempo suficiente para que a clara fique firme, cerca de 8 a 10 minutos após a fervura são suficientes.

Além disso, o ovo cozido é uma das formas mais indicadas para oferecer ao pet, pois evita riscos de transmissão de doenças e a ingestão excessiva da avidina presente na clara, garantindo um consumo mais saudável para o pet.

Ovo mexido

Para o consumo humano, o ovo mexido geralmente é preparado usando temperos, sal e óleo para deixar ainda mais delicioso. Porém, para que o cachorro coma ovo mexido, o processo precisa ser bem natural, por isso nenhum desses condimentos deve ser adicionado, pois fazem mal para eles.

Para que o alimento se mantenha saboroso e saudável para o pet, utilize somente água no preparo ou uma frigideira antiaderente que não exija nada para evitar que grude no material. Mais um vez, reforçando: nada de gorduras, sal ou temperos, heim!

Quais os cuidados na hora de oferecer ovo ao pet?

Você viu o ovo na dieta dos cães ajuda muito a manter sua saúde. Mas também explicamos que o modo de preparo deve estar adequado para o pet a fim de aproveitar ao máximo tudo que o ovo tem de bom. Logo, alguns cuidados precisam ser observados na hora de oferecê-lo ao seu amigo de quatro patas.

Não se esqueça de que o ovo frito não é recomendado para os pets, especialmente quando utilizamos gorduras, como óleo e manteiga, para preparar. Esses ingredientes não são saudáveis para o cão, causando desconfortos digestivos e diarreia.

Também é importante ter cuidado com os cães com baixa imunidade. Para eles, é preferível evitar ovo cru, sendo mais saudável que ele seja cozido. Quanto aos cães com insuficiência renal, é preciso conversar com o veterinário antes de oferecer esse alimento, pois o ovo é rico em fósforo.

Prefira inserir o ovo gradativamente na dieta para observar as reações do organismo do cachorro. Afinal, a transição da ração seca para a alimentação natural deve ser feita com calma para que o sistema digestivo do cão se acostume com essa novidade saudável.

Sempre procure o veterinário antes de alterar do cão. Como você viu, mesmo ele sendo um animal saudável, seu organismo pode estranhar essas mudanças no começo. Com o suporte do especialista será mais fácil inserir novos alimentos com tranquilidade.

Como incluir o ovo na dieta do cão?

Para incluir o ovo na alimentação do seu amigo peludo, é necessário seguir algumas regras. Como explicamos, é importante começar aos poucos, sem exagerar na quantidade. Podemos oferecer um ovo de duas a três vezes por semana para que ele não recuse outros alimentos que também são importantes para sua saúde.

Para o cachorro se adaptar a esse novo sabor, opte pelo ovo cru e o misture à ração. Outra forma de deixar o cão motivado e feliz com a ingestão do ovo é usá-lo como petisco entre os intervalos das refeições.

Não se esqueça de sempre consultar o veterinário para fazer a inclusão de novos alimentos na dieta do seu pet, lembrando de que o cachorro pode comer ovo, mas deve ser na medida certa para suas necessidades nutricionais. Assim, você vai aumentar a expectativa de vida dele e manter a saúde com uma dieta balanceada e muito nutritiva.

Alo Valparaíso/