O Curso Operacional de Rotam (COR) é um dos referenciais em formação de tropas de patrulhamento tático no Brasil. Nesta sexta-feira, dia 20, às 19 horas, na Academia da Polícia Militar, será realizada a solenidade de formatura do 17º COR, que contará com a participação de policiais militares de Goiás e outros 10 Estados.

De acordo com o comandante do batalhão, tenente-coronel Durvalino Câmara dos Santos Júnior, a finalidade da Rotam é proteger a sociedade e servir como regulador do combate à criminalidade. “Somos uma tropa de elite de pronto emprego. Agimos como a segunda malha protetora da sociedade, isso porque nossa ação efetiva-se justamente quando as demais forças policiais não forem suficientes para combater o crime em determinadas circunstâncias”, explica.

Coordenador do 17º COR, o capitão Hugo Jorge Bravo de Carvalho explicou que dos 181 inscritos para participar do curso, 127 deram início ao treinamento no dia 4 de abril. “O curso busca ampliar o efetivo do batalhão especializado e prepará-lo para a dura realidade do enfrentamento do crime. Temos o objetivo de defender o cidadão, muitas vezes com risco para a própria vida. O integrante da Rotam não recebe nenhuma gratificação com relação à tropa regular, seu pagamento reside na satisfação de poder contribuir um pouco mais para a segurança pública de Goiás”, afirmou.

Também participaram do 17º COR, policiais dos Estados de Tocantins, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Amapá e do Distrito Federal. De acordo com o tenente-coronel Câmara, a Rotam é especializada no combate a grupos criminosos com Primeiro Comando da Capital e Comando Vermelho. “Essas facções possuem armamento pesado e um exército de criminosos à sua disposição, além de recursos financeiros, o que exige do Estado uma resposta à altura, que é fornecida pela Rotam”, disse.

Via Portal Goiás