Nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, moradores de Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama e Valparaíso de Goiás, sofreram com quedas constantes da energia elétrica. A falha no serviço gerou transtornos variados e prejuízos a mais de 500 mil habitantes.

João Bezerra, morador do Parque Rio Branco, relatou que a população da região está incomodada com a situação recorrente e pede que as autoridades competentes tomem providências em relação às interrupções. “Queremos que a companhia elétrica esclareça os motivos das quedas. Não dá mais para viver assim”, cobrou.

Hoje, apenas em algumas regiões de Valparaíso, foram registradas quatro quedas de energia elétrica e até o momento o contratempo não foi esclarecido pela CELG Distribuição, em nota no site ou nas redes sociais da empresa.

Para Gislene Alencar, moradora da Cidade Jardins, as quedas frequentes de energia elétrica estão prejudicando comerciantes valparaisenses que precisam do serviço normalizado na cidade. “Isso vem trazendo prejuízo para gente. Por isso, queremos uma resposta e que o problema ainda não esclarecido seja resolvido”, afirmou.

Em 2017, A Celg Distribuição foi adquirida pelo grupo italiano Enel Brasil, em leilão na BM&FBovespa. A venda foi concretizada em R$ 2,187 bilhões (com ágio de 28,03%).

Da Redação do Alô Valparaíso