Corredores vazios, lojas fechadas e vendas em baixa. Esse é o cenário do comércio na capital federal. De acordo com pesquisa divulgada pela Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio-DF), nem mesmo datas importantes como o Natal foram suficientes para reverter a baixa nas vendas.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, diz que os dados apontaram quedas sucessivas. “O comércio vive em cima de datas comemorativas. Todas as datas comemorativas tiveram resultados, durante o ano de 2016, inferior ao ano de 2015”.

A feirante Genilsa Costa sentiu na pele a que das vendas. “Sempre janeiro é um mês bom de vendas porque o pessoal está de férias, mas só que nesse janeiro foi diferente, as vendas caíram um pouco, uns 10 a 15%.”

Para driblar a crise nas vendas, Genilsa diz que além das promoções,  outra alternativa para não ter que fechar as portas tem sido reduzir os custos.

O presidente da Fecomércio-DF diz que os comerciantes estão assustados.

As vendas do comércio fecharam 2016 com queda de 6,19% em relação ao ano anterior. O setor de serviços também sofreu uma retração de 7,74%.

Sem alternativa, muitos comerciantes estão fechando as portas. Enquanto outros investem em promoções para atrair os clientes.

Via Agência Brasil