Por trás das alianças existe o interesse de conquistar território político na região que circunda e tem relação econômica e política direta com a capital federal.

No caso do PT, as medidas desesperadas encontram sentido ao se constatar a escassez até de postulantes ao cargo de prefeito na maioria das cidades. Atualmente, a única prefeitura mantida pelo partido é de Valparaíso com Lucimar Conceição.

Sua baixa popularidade, no entanto, teria feito com que ela desistisse de tentar a reeleição. Com isso, a grande aposta da legenda para não perder de vez a influência no entorno é com Dr. Roberto Martins, que, inclusive, tem apoio direto de Policarpo em sua campanha.

Segundo o mototaxista Renan dos Santos, de 32 anos, desde que a petista assumiu a prefeitura, “a cidade melhorou besteirinha” e questões relativas a asfaltamento e Segurança Pública não teriam sido aprimoradas, conforme prometido em campanha. “Ela não tem diálogo conosco, com a população. Ela vai às ruas um pouco mais agora porque o povo gritou na orelha dela”, afirma o homem.

“A Lucimar prometeu um bando de coisas e não cumpriu nada”, acusa Márcia Gonçalves, comerciante de 32 anos e moradora da cidade há três. “Para se ter uma ideia, houve uma inauguração de posto de saúde recentemente em que ninguém foi. Ela está mal demais”, revelou a eleitora, que se disse indecisa para o pleito de domingo.

Essa indecisão pode ser o trunfo petista para manter cadeira na cidade. “Há um crescimento na adesão à candidatura do PT aqui e a cidade tem muita gente sem saber. Então estamos trabalhando para essa reta final”, comenta Policarpo, garantindo que vencer na região é imperativo devido ao mau momento vivido pela legenda.

“É um reflexo do momento que o partido vive, mas tem Valparaíso e Formosa como esperanças. Na última já havíamos trabalhado poucos nomes, então já havia poucas candidaturas. É um pouco reflexo das dificuldades, e muitas as pessoas optaram por lançar candidaturas para vereadores”, desabafa.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações do Jornal de Brasília)