No ano passado, Weslei Garcia de Paulo, mais conhecido como Professor Weslei, foi candidato ao Governo de Goiás pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). O pedagogo enfrentou os leões endinheirados da política goiana numa luta de Davi contra Golias.

E mesmo com a falta de recursos financeiros e estrutura partidária, obteve um resultado surpreendente. Ao final do pleito eleitoral, o socialista que vive em Valparaíso de Goiás, recebeu 10.522 votos nas Eleições Estaduais. Vale a pena destacar, que mais de 900 votos saíram das urnas da nossa cidade.

Professor Weslei, era visto como o único candidato ao Governo que representava mudança para Goiás. Chegou a ser chamado pela imprensa goiana de “Fenômeno Weslei Garcia”, quando o Ibope colocou o psolista com 5% das intenções de voto na frente de Antônio Gomide, petista e ficha suja, que apareceu na pesquisa com apenas 4%. O resultado final das eleições foi o melhor possível para Weslei, haja vista que ele superou a histórica Marta Jane (PCB) e o milionário Alexandre Magalhães (PSDC) em número de votos. Depois de Marconi Perillo (PSDB), acredita-se que o representante do PSOL tenha sido o maior vitorioso político do ano em território goiano.

Foto: TV Anhanguera – Professor Weslei no debate da emissora global em 2014.

Hoje, o Entorno de Brasília e o nosso Município, tem um grande representante no Estado, os números obtidos nas urnas em 2014 revelam o fato. Este novo personagem político vem voltando seus olhares para uma região assolada por tantas mazelas políticas, e verdadeiramente luta por causas sociais. Em 2016, Valparaíso de Goiás terá uma nova alternativa de voto nas urnas. Professor Weslei do PSOL, já declarou que será candidato a Prefeitura Municipal, e consolida-se como a verdadeira terceira via da política local. Acredita-se que a sua principal bandeira de campanha seja novamente a educação.

 E a questão mais debatida do momento é a educação da nossa cidade, uma educação que encontra-se na UTI. Sabe-se que a área vive total abandono. Faltam professores e monitores nas escolas, ao longo de três anos de desgoverno surgiram inúmeros escândalos em processos seletivos e como se já não bastasse, os aprovados no último concurso público estão sendo tratados de maneira desrespeitosa pela atual Gestão do Partido dos Trabalhadores. Cansado de ver seguidos erros da Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás, Weslei Garcia (PSOL), usou sua coerência e o seu conhecimento sobre os fatos, para criticar a postura da prefeita Lucimar Nascimento (PT) com a educação municipal.

 “Está lastimável a situação da Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás, especialmente, na educação. A Prefeita Lucimar só convocou alguns poucos concursados por força do Ministério Público. Existem inúmeras denúncias de irregularidades no último processo seletivo e de que estagiários do IEL estão assumindo regência de classe”, disse Professor Weslei.

Foto: Jornal O Popular – Professor Weslei quer maior atenção a educação de Valparaíso de Goiás.

Ainda falando de educação, o socialista, questiona a omissão do Conselho Municipal de Educação e da Câmara dos Vereadores, que segundo ele não vem apurando inúmeras denúncias e que não cobram transparência da Secretaria Municipal de Educação. Professor Weslei, também destaca o silêncio de Olizia Alves, presidente do SINDSEPEM/VAL, que é acusada por inúmeros professores de partidarismo e de ser linha auxiliar do PT na direção do Sindicato.

“Cabe ao Conselho Municipal de Educação e a Câmara Municipal de Vereadores apurarem as denúncias. Questiono também o SINDSEPEM/VAL que ainda não lançou uma nota em defesa da convocação imediata de todos os concursados. E aos servidores de contrato que se garantam seus direitos. Chega de tratamento diferenciado a eles. Todos são professores, professoras e servidores qualificados, sejam concursados ou contratos; e todos, merecem respeito”, afirmou Weslei Garcia.

Por Marcelo Carlos