A partir do dia 8 de junho o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Núcleo Entorno DF já conta com instalações para iniciar sua atuação. Ao entregar as salas do primeiro Gaeco Regional, que funcionará na sede das Promotorias de Justiça de Luziânia, o procurador-geral de Justiça de Goiás, Lauro Machado Nogueira, afirmou que este é um projeto acalentado há muito tempo e que se concretiza em seu mandato à frente do Ministério Público de Goiás (MP-GO) como mais uma ação para o combate aos crimes contra a administração pública, em especial o combate à corrupção, além de contemplar um anseio dos promotores do Entorno.

A visita oficial para entrega das salas contou também com a presença do coordenador do Gaeco estadual, Luiz Guilherme Martinhão Gimenes; e dos coordenadores do Centro de Inteligência do MP, José Carlos Miranda Nery Júnior e Denis Augusto Bimbati Marques. Presentes ainda os quatro promotores de Justiça que atuarão no Gaeco – Núcleo Entorno DF, Jean Kleber Zamperlini, que será o coordenador; Julimar Alexandro de Brito; Rafael Simonetti Bueno da Silva e Bruno da Silva Domingos. Somente o coordenador terá dedicação exclusiva, enquanto os demais atuarão como membros auxiliares.

O Gaeco – Núcleo Entorno DF é o piloto de um projeto de regionalização do grupo de combate ao crime organizado desenvolvido pela Procuradoria-Geral de Justiça que deverá ser estendido a pelo menos seis pontos do Estado. Além dos promotores, foram designados também servidores para a secretaria e assessoria jurídica, bem como formado um corpo técnico e operacional com apoio do Centro de Inteligência e Gaeco Central. O corpo operacional contará com apoio das polícias Militar e Civil, além da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária. Representantes destas instituições participaram da entrega das instalações.

A abrangência territorial do Gaeco Entorno DF alcança as comarcas de Cidade Ocidental, Planaltina, Luziânia, Novo Gama, Formosa, Santo Antônio do Descoberto e Águas Lindas, municípios que, juntos, chegam a quase 1 milhão de habitantes. A finalidade do Gaeco Entorno DF é reprimir a atuação de organizações criminosas ou das condutas ilícitas delas decorrentes, sempre por solicitação justificada do promotor natural, tendo como foco os crimes contra a administração pública.

Outras atividades relacionadas ao órgão são as de coordenação de ações e forças-tarefas destinadas à prevenção, investigação e combate ao crime organizado e às atividades ilícitas especializadas. O Gaeco regional também fará intercâmbio de informações com órgãos de inteligência e investigação, bem como promoverá e acompanhará investigações. Além disso, deverá colaborar na elaboração da política institucional de combate ao crime organizado e às atividades ilícitas especializadas.

(Assessoria de Comunicação Social do MP)