Dois jovens, ambos de 18 anos, foram presos suspeitos de envolvimento com a morte da adolescente Késsia de Sousa, de 12 anos, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. O crime aconteceu no início do mês de novembro. Segundo as investigações, a garota foi baleada na porta de casa quando estava junto com o pai, além de um tio e da irmã mais nova.

De acordo com o delegado Maurício Pessarini, responsável pelo caso, a suspeita é que uma “desavença familiar” tenha motivado o crime. “Eles citaram apenas que havia uma guerra entre as duas famílias, mas não especificaram exatamente o que seria essa questão”, disse ao G1.

Pessarini afirmou ainda que não é possível dar mais detalhes sobre qual o envolvimento efetivo da dupla para não atrapalhar as investigações. No entanto, confirmou que a vítima era o alvo dos criminosos.

“Ela estava na rua com várias outras pessoas. A irmã dela, de 10 anos, disse que os suspeitos apontaram a arma somente para ela, dispararam e fugiram”, destacou.

Os suspeitos, detidos na última sexta-feira (18), estão presos na cadeia de Luziânia e devem ser indiciados por homicídio. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.

Crime
O crime aconteceu no último dia 2 de novembro, no Setor Fumal. Ela estava sentada na calçada quando os criminosos se aproximaram. Késsia foi alvejada no tórax.

Na ocasião, a mãe da adolescente, Cleidiane de Sousa, estava inconsolável. “Revolta, porque a gente não tem justiça. Eu perdi minha filha de uma forma cruel. O que fez com ela pode fazer com qualquer um. Eles me tiraram o chão, eles me desestabilizaram e cadê a Justiça? Cadê a lei?”, desabafou a mãe”, desabafou.

De acordo com a família, este ano um primo da adolescente também foi morto a tiros na mesma rua.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações do G1)