Preso suspeito de envolvimento em rede interestadual de tráfico de drogas em Valparaíso

Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu 29 mandados judiciais na manhã da última terça-feira (11)

Uma força-tarefa da Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu na terça-feira, dia 11 de fevereiro, 12 mandados de prisão temporária contra suspeitos de comandar uma rede de tráfico interestadual de drogas sintéticas. Até o último balanço, 11 pessoas haviam sido presas.

Os agentes da operação chamada de Poseidon, cumpriram também outros 16 mandados, de busca e apreensão em endereços do Distrito Federal e Entorno do DF, incluindo, Valparaíso de Goiás onde um homem foi preso.

Segundo a PC-DF, os alvos mantinham laboratórios de drogas sintéticas – ecstasy e LSD. Ao todo, 80 policiais participaram da força-tarefa nas ruas. Caso seja comprovada a autoria dos crimes, os investigados devem responder por tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Nesses casos as penas podem ultrapassar 30 anos de prisão.

Investigação

Em 2019, durante a operação Tridente, a polícia cumpriu 50 mandados de prisão e de busca e apreensão no Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. Durante o trabalho policial, foram apreendidos 8 mil comprimidos de ecstasy.

No mês passado, o líder do grupo e morador de Santa Catarina, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-SC), no estado. A Polícia Civil revelou que ele transportava 210 kg de cocaína.

De acordo com a investigação, parte do grupo de SC era responsável pela produção e pelo fornecimento de drogas para os investigados do DF. Em Brasília, os traficantes revendiam os comprimidos a usuários.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações do G1
operação

PC-DF combate o tráfico de drogas. (Foto: Divulgação)

Compartilhe esta matéria!