Compartilhe esta matéria!

Preso grupo criminoso suspeito de diversos roubos em Luziânia e Valparaíso

Segundo a Polícia Civil, na casa de um dos envolvidos, foram apreendidos estojos de munição 9mm e de fuzil, calibre 7,62.

A Polícia Civil prendeu uma mulher e dois homens, suspeitos de integrarem uma associação criminosa que já teria praticado diversos roubos nos municípios Luziânia e Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. As detenções ocorreram na última terça-feira, dia 22 de setembro, por meio do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri), do 5° DRP.

Segundo as investigações, os suspeitos usavam um carro locado do Distrito Federal, para abordar as vítimas e roubar seus pertences. Para isso, o grupo fazia graves ameaças e se valia de violência. De acordo com o agente de polícia Antonio Cláudio, em uma das ocasiões, a vítima foi abordada e avisada por um dos integrantes que, caso não passasse o celular, seria baleada.

“A primeira vítima que conseguimos identificar estava andando na rua com o marido, quando foi abordada pelos suspeitos no carro. A mulher era a condutora e outro homem tinha uma arma em punho. Eles utilizaram violência e grave ameaça e conseguiram levar o celular da vítima”, pontuou.

Em outra ação, os suspeitos jogaram o carro contra uma pessoa, que foi localizada pela Polícia Militar e orientada a procurar a Central de Flagrantes. “Em Valparaíso, a PM abordou um carro suspeito e encontrou uma senhora chorando muito. Ela informou que tinha sido vítima de uma tentativa de roubo. Os policiais fizeram o patrulhamento na região, conseguiram qualificar esse pessoal na abordagem e os levaram a Central”, informou.

Uma terceira vítima foi identificada depois que os policiais encontraram seu documento de identidade dentro do veículo dos suspeitos. Na casa de um dos envolvidos, as equipes apreenderam ainda estojos de munição 9mm e de fuzil, calibre 7,62. Os presos já possuíam passagens por roubo e porte ilegal de arma de fogo. A mulher detida foi levada ao presídio feminino de Luziânia e os dois outros indivíduos, encaminhados ao CPP da cidade.

As investigações continuam para localizar outras pessoas que possam ter sido vítimas da associação criminosa.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da SSP-GO