Na noite desta segunda-feira (28/05), o prefeito Pábio Mossoró, assinou Decreto declarando situação de Emergência Pública no Município de Valparaíso de Goiás.

A medida foi tomada devido à paralisação nacional dos caminhoneiros iniciada em 21 de maio de 2018, que acarretou o desabastecimento parcial de combustível na cidade e nas regiões circunvizinhas.

A administração municipal informou que a decisão foi estabelecida em razão da necessidade de conter o consumo de combustível por parte da frota municipal, devido à escassez e também para assegurar o abastecimento de veículos dos serviços de saúde, educação e segurança pública.

Além disto, a determinação considerou que é dever da administração pública assegurar a manutenção dos serviços públicos essenciais, em função do interesse público nos casos de situações anormais, propondo medidas que garantam a continuidade desses serviços, sem qualquer interrupção.

Em virtude dos fatos apresentado pelo governo da cidade, ficou decretado que a partir do dia 28 de maio de 2018, as aulas na rede municipal, e, o transporte escolar oferecido pelo Município, ficarão suspensos, retornando suas atividades normais no dia 04 de junho de 2018.

A Prefeitura também deliberou que os Órgãos Públicos Municipais cujas atividades exijam funcionamento essencial deverão estabelecer escalas de serviços, a fim de preservar o interesse público.

Em relação aos serviços de saúde, o Poder Executivo Municipal decidiu que os mesmos deverão funcionar normalmente, ficando a cargo do secretário municipal na estrita observância e cumprimento dos preceitos legais, a liberação da frota da Secretaria Municipal de Saúde para atender as disposições de extrema urgência.

O Governo de Valparaíso ressaltou que as medidas tratadas pelo Decreto terão duração até o dia 04 de junho, podendo ser antecipado ou prorrogado, caso fique caracterizado a situação anormal existente que motivou o presente ato.

Da Redação do Alô Valparaíso