Sob o comando do senador Wilder Morais, o PP conseguiu eleger 24 prefeitos nas eleições municipais de 2016, realizadas no domingo, 2. O número assegura ao partido a terceira posição geral na disputa por prefeituras em todo Estado, e a segunda melhor dos partido da base aliada ao governo estadual. No total, o PP participou de cerca de 110 coligações vitoriosas em Goiás.

O senador Wilder assumiu a direção regional do PP há um ano e desde então atuou para que o partido indicasse o maior número possível de candidaturas em todas as regiões do Estado. Foram inúmeros os candidatos que disputaram as prefeituras. O resultado, conforme apurado pela Justiça Eleitoral, assegurou a vitória de 24 prefeitos da legenda, o que representa um pouco mais de 9% dos 246 prefeitos goianos que estarão em atividade a partir de janeiro do próximo ano.

“Foi um crescimento importante que coloca o PP numa condição política muito boa em Goiás. São candidatos que serão prefeitos a partir do dia primeiro de janeiro de 2017 e cujo objetivo é administrar as cidades com competência e de olho em temas como educação, saúde, segurança e geração de emprego e renda”, diz o senador.

Wilder lembra que assumiu o PP em 2015 quando o partido tinha 17 prefeitos. Como alguns prefeitos mudaram de legenda e vieram se somar ao PP, hoje a sigla conta com 24. “O mais importante é que essas eleições mostraram que temos um forte potencial eleitoral em Goiás. Na condição de dirigente partidário, minha atuação é para o partido crescer ainda mais”, defende o senador.

O PP é também o partido que mais elegeu vice-prefeitos em todo Estado, foram 16. “São situações e números que mostram que o nosso trabalho no partido está no caminho certo. Estamos fortalecidos e vamos atuar para que o PP cresça ainda mais nos próximos anos”, comenta o senador.

Além dos prefeitos e vice-prefeitos, o PP também conseguiu a eleição de 180 vereadores, que vão representar o partido nos Legislativos municipais. “Todas as eleições são importantes. Seja de prefeito ou de vereador. O importante é que o nosso partido está em plena atividade no processo eleitoral e nos debates sobre os municípios”.

Wilder entende que agora, no momento de administrar as cidades, é preciso estabelecer prioridades. E a prioridade número um, para ele, é o trabalho. “O País vive uma crise sem precedentes. Mas o remédio para superar a crise é o trabalho. Não há outro caminho. As soluções não virão se ficarmos de braços cruzados. É preciso trabalhar dia e noite para atender as demandas da população. E o nosso foco deve ser nas ações que melhorem o atendimento principalmente nas áreas da educação e da saúde”, defendeu o senador Wilder, lembrando que ele estará no Senado com as portas do seu gabinete abertas para atender os prefeitos, os vereadores, os vice-prefeitos e todos aqueles que o buscarem.

 ALIADOS

O senador também falou sobre a eleição de prefeitos no PSDB, partido do governador Marconi Perillo. No total, foram 77 prefeitos. Segundo o senador, esse expressivo número revela que o governador Marconi e o vice José Eliton têm a aprovação da maioria da população do Estado. Wilder lembra que além de fazer a maioria das prefeituras goianas com partidos da sua base aliada, o governador ainda tem dois candidatos de legendas da sua base na disputa pelas prefeituras de Goiânia e de Anápolis, o maior e o terceiro maior colégio eleitoral do Estado, respectivamente.

Por Thiago Queiroz