Possível fuga de oito detentos é impedida no CPP de Luziânia

Servidores plantonistas frustram planos de custodiados que cumprem pena por roubo e tráfico de drogas

Na última sexta-feira, dia 3 de abril, servidores plantonistas da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, frustraram uma possível fuga de oito detentos do presídio. Os custodiados que cumprem pena por roubo e tráfico de entorpecentes foram flagrados perfurando um buraco na parede de uma das celas da unidade.

Segundo a 3ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), uma denúncia anônima fez com que a direção da unidade aumentasse o rigor dos procedimentos. “Ao ser realizado o procedimento de revista estrutural os servidores da unidade, com o auxílio do Grupo de Intervenção Tático (GIT), flagraram os custodiados iniciando a perfuração”, frisa Josimar Nascimento, coordenador regional. “Os presos pretendiam ter acesso a um terreno localizado na lateral do presídio”, completa ele.

De acordo com o DGAP, de imediato, foi realizada a transferência dos detentos para as demais celas do presídio para reparos no local. Os itens utilizados na ação foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil do município para os fins adequados.

Ainda de acordo com informações divulgadas, os procedimentos administrativos internos foram abertos para responsabilizações e aplicações das sanções disciplinares aos custodiados que participaram da ação conforme determina a lei.

Da Redação do Alô Valparaíso
ccp

de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Compartilhe esta matéria!