Compartilhe esta matéria!

Porque preciso contratar um serviço de tradução acadêmica?

Dado o profissionalismo e seriedade das publicações científicas é importante que seu documento siga padrões bastante específicos de gramática, ortografia e mesmo de formatação.


Sabemos o tempo que leva para escrever uma dissertação acadêmica. Escolher o tema, método científico, colocar a pesquisa em prática e então trazer todas as ideias, descobertas e questionamentos para o papel (ou tela). E embora para alguns pesquisadores estas etapas sejam suficientes para dar o trabalho como concluído, é muito comum que, ao terminar o ensaio ou dissertação os acadêmicos decidam por publicar este documento para que suas descobertas sejam difundidas ao redor do mundo. Existem inúmeras publicações, revistas e periódicos científicos nos mais diversos idiomas, e que recebem artigos de relevância para o conhecimento científico. E para conseguir publicar o seu trabalho, a primeira parte do processo é buscar um serviço de tradução para trabalho acadêmico.

Dado o profissionalismo e seriedade das publicações científicas é importante que seu documento siga padrões bastante específicos de gramática, ortografia e mesmo de formatação. Assim como no Brasil temos a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que dita padrões de escrita para elaboração de teses, ensaios e dissertações, as publicações internacionais também procuram seguir certas normas, muitas vezes apresentando diferentes formatações entre si.

Empresas especializadas no ramo de tradução acadêmica possuem equipes especializadas e com conhecimento destas normas específicas e com experiência prática em elaborar os mais diversos tipos de documentos acadêmicos. Um exemplo de empresa que atende a este serviço é a Protranslate.

Avalie os seguintes pontos ao contratar um serviço de tradução para trabalho acadêmico:

  • 1 – Idioma de origem e idioma de destino: como este artigo se destina a falantes da língua portuguesa, há grandes possibilidades de que você que nos lê esteja escrevendo em português para uma publicação. Portanto, o idioma de origem a se considerar ao procurar um tradutor será o português. O idioma de destino, ou seja, o idioma para o qual seu texto será traduzido irá depender de onde sua tese ou dissertação será publicada. Grandes revistas e periódicos científicos são veiculados em inglês. Porém nada impede que seu foco seja uma publicação relevante cujo idioma é mandarim, ou alemão. O importante é que a pessoa que irá realizar a tradução tenha fluência nos dois idiomas trabalhados. Verifique com a agência de tradução de sua escolha se eles atendem às suas necessidades.
  • 2 – Prazo para elaboração do documento: A maioria das empresas especializadas em tradução conseguem atender a uma alta demanda em um tempo razoável, isso porque trabalham com grandes equipes e equipamentos especializados para otimizar o serviço de tradução. Mas caso você precise de uma tradução com urgência é possível realizar o serviço, claro, a um custo mais elevado do que num prazo regular de tradução.
  • 3 – Complexidade do tema: Há que se imaginar que, quanto mais complexo e específico seja o tema de seu ensaio, maior especialização na área o tradutor deve ter. Embora seja muito comum que tradutores tenham especialização em letras e idiomas, há também uma gama muito ampla de profissionais que realizaram o caminho inverso, se especializando em áreas específicas, e aproveitando os conhecimentos adquiridos, e um conhecimento excepcional em idiomas para entrar no nicho da tradução. A contratação de um profissional com conhecimento no seu tema de pesquisa, irá trazer maior riqueza de vocabulário e de termos específicos nos assuntos abordados, eliminando a possibilidade de falsos cognatos ao traduzir palavras ou expressões.

Estas questões básicas evidenciam a importância de contratar um serviço de tradução profissional para seu trabalho acadêmico.

Alô Valparaíso/* Com informações da marketingrainbow