Policial militar é preso por descumprir medida protetiva no Entorno do Distrito Federal

Homem foi preso em trabalho conjunto do MP em Cristalina

A violência contra a mulher segue sendo combatida na região do Entorno do Distrito Federal. Na quinta-feira, dia 17 de outubro, o Ministério Público de Goiás, com apoio da 32ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), cumpriu dois mandados de prisão preventiva, um mandado de busca e apreensão e um mandado de afastamento do cargo do cabo da Polícia Militar Douglas Damaceno dos Santos, no município goiano de Cristalina.

Segundo o MP-GO, o policial, que já possui condenação transitada em julgado pelo crime de receptação, foi preso preventivamente em razão do reiterado descumprimento de medidas protetivas de urgência, expedidas em favor de sua ex-companheira, com base na Lei Maria da Penha. A segunda prisão preventiva foi baseada em diversas ameaças e retaliações por parte do policial militar em detrimento da ex-companheira e pessoas de sua convivência.

De acordo com os promotores Fernando Cesconetto, Ramiro Carpenedo Martins Netto e Caio Bizon, que conduziram os trabalhos, em um dos episódios de retaliação, o cabo Douglas usou a antena da viatura que comandava para agredir uma pessoa que havia se relacionado com sua ex-companheira. As agressões só cessaram por intervenção dos demais policiais que compunham a guarnição, um dos quais acabou atingido.

Ainda de acordo com o MP, mesmo estando afastado do serviço de rua e limitado ao trabalho administrativo, o militar ainda usou sua matrícula para inserir multa de trânsito falsa contra essa mesma vítima, no valor R$ 1.173,88. “Durante o cumprimento do mandado de busca, foram apreendidos diversos aparelhos celulares, armas brancas, e documentos pessoais e de veículos em nome de pessoa já falecida. Assim, o policial foi conduzido para a Delegacia de Polícia para lavratura de flagrante por porte ilegal de munição e receptação”, explicam os promotores.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações de Cristiani Honório/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO
mp

MP teve apoio da PM e da Polícia Rodoviária Federal no cumprimento dos mandados. (Foto: Divulgação/Acervo das Promotorias de Cristalina)

Compartilhe esta matéria!