Policial militar é atacado nas redes sociais

O soldado Eimar é vítima de fake news e acusado de assassinar um jovem

As chamadas fake news continuam fortes nas redes sociais. Desta vez, a vítima é Eimar Brasil Menezes, policial militar lotado no 20º Batalhão da Polícia Militar de Valparaíso de Goiás, na região do Entorno do Distrito Federal.

O soldado que já tem mais 10 anos de carreira na PMGO, tem recebido uma série de ataques motivados por uma notícia falsa disseminada no Facebook. A acusação que não condiz com a verdade aponta que o PM é o autor do assassinato de um jovem na 3ª etapa do Jardim Céu Azul.

Segundo apuração do “Reage Entorno”, no dia do homicídio, o policial não estava de serviço e ficou em casa com sua família. O veículo de comunicação valparaisense também revelou que não existe ocorrência sobre o caso no CIOPS do bairro e nem registros de viaturas na localidade no horário da morte da vítima. Os veículos da PM possuem rastreadores e os dados podem ser utilizados para rebater todas as versões espalhadas pela internet.

Ao comentar a injusta acusação, Eimar afirmou que com mais de uma década de trabalho com a farda da corporação goiana, é impossível não ter muitos criminosos como inimigos e querendo manchar sua imagem. Para ele, o ataque cibernético é uma represália de pessoas com intensões duvidosas e aos seus bons serviços prestados à comunidade de Valparaíso.

Há uma semana, o atuante PM participou de uma operação de combate ao tráfico de drogas, que apreendeu mais de 200 kg de maconha e que tirou traficantes da região de circulação. Ele também é considerado um dos profissionais da segurança pública que mais retiram armas das ruas da cidade.

Da Redação do Alô Valparaíso