Na segunda-feira, dia 17 de abril, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do DEAM de Valparaíso (GO), cumpriu mandato de prisão preventiva em desfavor de E.S.R. 30 anos.

E.S.R descumpriu as chamadas medidas protetivas de urgência, as quais haviam sido deferidas em favor de sua ex-companheira, D.M.S, 31 anos.

Segundo as investigações da PC-GO, autor e vítima conviveram por 08 (oito) meses e se separaram.

Inconformado com o término da relação, E.S.R ia constantemente até a casa da vítima para xingá-la.

A vítima, então, decidiu registrar um boletim de ocorrência, mas antes passou em frente à residência do ex-companheiro para anotar o endereço. Nesse momento, a vítima foi surpreendida por E.S.R, o qual a atacou com um estilete. Ela, para se defender, segurou o estilete e teve a mão cortada.

A vítima, então, procurou a Delegacia da Mulher – DEAM, de Valparaíso, ocasião em que foram requeridas as medidas protetivas de urgência (haja vista que o ex-companheiro escapou do flagrante).

Mesmo sabendo das proibições judiciais de aproximação, E.S.R continuou indo à casa da vítima para injuriá-la, além de ter efetuado diversas ligações para mesma.

Diante dos fatos, a delegada Ísis Leal representou pela prisão do agressor, sendo a medida cautelar devidamente deferida e cumprida nesta data.

Participaram da prisão os PC’s Eliane Carvalho, Hélio Marreiros, João Arcanjo e Sandra Teixeira, sob a coordenação da delegada Ísis Leal.

Via PC-GO