Polícia Civil identifica proprietários de perfis fakes que atacavam Diego Sorgatto

Perfis eram utilizados por dois moradores de Luziânia para atacar deputado estadual

A Polícia Civil de Goiás informou nesta quarta-feira, dia 18 de dezembro, que a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), identificou Marco Aurélio da Silva Conceição, popularmente conhecido como Jenjulão, e Romero Alves Diniz, como sendo proprietários e usuários de dois perfis fakes do Facebook, utilizados para "denegrir a imagem e honra" do deputado estadual, Diego Vaz Sorgatto.

Segundo o DERCC, os perfis fakes usavam o mesmo nome de identificação (“Junior Lapada”) e, por muito tempo, compartilharam, nas redes sociais, mensagens com teor ofensivo à honra subjetiva e objetiva do deputado.

A polícia afirmou que foi possível verificar que ambos os investigados são filiados a partidos políticos e certamente agiram motivados para denegrir a imagem da vítima, já que Jenjulão e Romero são moradores de Luziânia, cidade a qual também pertence Diego Sorgatto.

Em depoimento, familiares de Marco Aurélio, confirmaram que ele queimou seu smartphone, após ser intimado pela Delegacia. No entanto, a atitude não atrapalhou o andamento das investigações.

A Polícia Civil ainda destacou que possui meios de identificar a autoria de crimes virtuais, “mesmo quando postagens são realizadas de forma anônima e por meio de perfis fraudulentos, o que serve de alerta, já que ocorrerão eleições municipais em 2020, e infelizmente a publicação de fake news com finalidade política tem se tornado cada dia mais corriqueira”.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da Polícia Civil de Goiás
Sorgatto

Deputado estadual, Diego Sorgatto. (Foto: Divulgação)

Compartilhe esta matéria!