Polícia Civil divulga foto do padrasto de Thayna Ferreira após nova prisão

Waldezer Cordeiro é suspeito de matar a enteada em Valparaíso

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) que é ligado à Polícia Civil de Goiás, cumpriu na última quinta-feira (20/06), o mandado de prisão preventiva em desfavor de Waldezar Cordeiro de Matos, de 69 anos.

O homem foi indiciado suspeito do homicídio qualificado e ocultação de cadáver praticados contra sua enteada, Thayna Ferreira Alves, de 21 anos.

A estudante que era moradora da Etapa A, no município de Valparaíso de Goiás, desapareceu no dia 16 de fevereiro de 2017. Ela foi vista pela última vez com o padrasto. Imagens de câmeras de segurança mostraram quando os dois saem de carro para que ele, supostamente, a deixasse em um ponto de ônibus na BR-040. Desde então ela não foi mais vista.

Em seu site, a PCGO divulgou uma foto de Waldezar preso pelo GIH de Valparaíso.

Da Redação do Alô Valparaíso

Waldezar Cordeiro de Matos volta a ser preso pelo GIH. (Foto: Divulgação/PCGO)

Compartilhe esta matéria!