Compartilhe esta matéria!

PM-GO apreende mais de 600 kg de drogas nas últimas horas

Uma das ações realizadas resultou no descobrimento de um laboratório, usado para o refino de cocaína. Ao todo, 13 pessoas foram presas em flagrante

A Polícia Militar de Goiás apreendeu, entre o final da tarde de quarta-feira (18/11) e a madrugada de quinta (19/11), mais de 600 quilos de drogas e duas armas de fogo. As diversas ações realizadas em todo o estado resultaram em 13 prisões em flagrante, oito delas por envolvimento com o tráfico de entorpecentes. As principais ocorrências foram registradas na capital, em Aparecida de Goiânia, Goianira, Valparaíso de Goiás, Hidrolândia e Santa Rita do Araguaia.

Em uma das ações, realizada pelo Comando de Operações de Divisas (COD/CPR), na Região Metropolitana, foram 500 quilos de maconha e 100 quilos de cocaína apreendidos. Durante a operação policial, foi encontrado ainda um laboratório usado para o refino de drogas. Os militares realizavam patrulhamento tático pela GO-070, quando avistaram um veículo, com registro de furto/roubo. Após as buscas, foram descobertos indícios de que o carro teria sido utilizado para o transporte de entorpecentes.

Aos policiais, o motorista indicou dois endereços, onde havia movimentação de ilícitos. Em um deles, no Residencial Antônio Barbosa, em Goiânia, foi localizado um laboratório, destinado ao refino de cocaína. No local, foram aprendidos maquinários, balança de precisão, cerca de 100 quilos da droga, além de insumos usados na produção dos ilícitos. O segundo endereço se tratava de uma casa, em Goianira, que era usada como depósito de armazenamento de drogas. No momento das buscas, os militares localizaram meia tonelada de maconha.

Entre as cinco pessoas presas durante a operação, estão quatro homens e uma mulher. Um deles estava foragido da justiça e chegou a apresentar documentação falsa aos militares, no momento da abordagem. Todos os suspeitos foram levados à Central Geral de Flagrantes de Goiânia (CGF), onde foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação e uso de documento falso.

Em outra ocorrência, registrada em Valparaíso de Goiás, na região do Entorno do Distrito Federal, militares da Rotam prenderam um homem com diversos entorpecentes. As equipes chegaram até o suspeito após o recebimento de uma denúncia, informando sobre um possível ponto de venda de drogas, na cidade. Com o indivíduo e no apartamento em que ele morava, foram apreendidos 3 quilos de maconha, porções de crack, 500g de pasta base de cocaína, duas balanças de precisão e dinheiro em espécie. O homem foi levado à Delegacia de Polícia da região.

Duas pessoas foram presas em Goiânia, também por tráfico de drogas. Policiais do Batalhão de Choque realizavam patrulhamento, quando avistaram um dos indivíduos, em atitude suspeita. Com ele, foi encontrada uma porção de maconha. Durante entrevista, ele afirmou ser usuário e que teria mais dos ilícitos em sua casa. O homem ainda indicou os locais onde adquiria os entorpecentes. Em um posto de combustíveis, os militares abordaram outro suspeito, que estava com porções de cocaína e grande quantia em dinheiro. Os dois foram levados à CGF.

Também em Goiânia, um homem foi preso por posse irregular de arma de fogo. Equipes do 30º BPM realizavam patrulhamento pelo setor Jardim das Aroeiras, quando identificaram o suspeito, que apresentou nervosismo. Durante as buscas, foram encontrados com ele uma pistola calibre .40, diversas munições, um carregador e um coldre de revólver. Após verificação, os militares descobriram ainda que a arma era roubada. O indivíduo foi encaminhado à Central de Flagrantes da capital, para os procedimentos cabíveis.

Já em Hidrolândia, dois homens foram presos depois que realizaram a compra de um celular com notas de R$ 100 falsificadas. A funcionária do estabelecimento, assim que notou diferenças nas notas apresentadas, denunciou a situação à PM, que iniciou diversas diligências em busca dos suspeitos. Eles foram localizados, ainda na cidade, com 21 cédulas falsas. Parte delas estava escondida em um compartimento secreto do veículo usado pelos indivíduos. A dupla confessou o crime e foi levada para a sede da Polícia Federal em Goiânia.

Com as informações da SSP-GO