O Entorno do Distrito Federal é uma das regiões que mais recebem investimentos do Governo de Goiás, em todos os setores da administração pública. As informações com os dados de investimento estão disponíveis na base de dados da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan). São obras de infraestrutura, rodoviárias, de saneamento básico, nas áreas da Saúde, Educação, Segurança Pública e demais áreas. O grande volume de investimentos realizados pelo Estado nos últimos anos resultaram no crescimento do PIB em mais de cinco vezes de 2000 a 2012. Ele saltou de R$ 2 bilhões para R$ 10,9 bilhões. De lá para cá, o Entorno ampliou consideravelmente o seu índice de desenvolvimento.

A região cresceu principalmente nos setores da indústria e agropecuária. Com o avanço, o número de empregos quase triplicou. No referido período, por exemplo, saltou de 38.850 para 113.622 postos, de 2000 a 2013. O investimento mais recente está ocorrendo por meio do Programa Goiás na Frente. Somente para a Região do Entorno, foram destinados R$ 850 milhões. Parte da aplicação deste montante é para em manutenção de rodovias (R$ 2 milhões); reconstrução de rodovias (R$ 73 milhões); R$ 171 milhões na Educação; e R$ 50 milhões em Saúde, priorizando os hospitais regionais de Valparaíso de Goiás, Santo Antônio do Descoberto e Águas Lindas, que deverão ser entregues até o final do ano que vem.

Para o mês de agosto está prevista a inauguração da ligação asfáltica entre os municípios de Luziânia e Novo Gama, GO-520, no entorno Sul do Distrito Federal. A Eletro Hidra Ltda – EHL – está trabalhando em duas frentes para asfaltar os 19,4 quilômetros que separam Luziânia ao Lago Azul, município de Novo Gama.

No mês de abril deste ano, o governo lançou a pedra fundamental da obra de reforço da Subestação de Luziânia com a construção de um Compensador Estático, orçada em R$ 98 milhões. A obra, com previsão de entrega para agosto de 2018, “vai garantir eficiência energética para toda a região do Entorno de Brasília e para atender uma demanda grande de Cristalina em relação aos pivôs, além de garantir eficiência energética para as famílias, o comércio e a indústria”, ressaltou o governador. Os recursos são provenientes da Celg G&T e do Tesouro Estadual, por meio do Programa Goiás na Frente.

Nesta gestão, uma das maiores obras é a construção de três aterros para o tratamento dos resíduos sólidos gerados pelos mais de 1 milhão e 500 mil habitantes da segunda região mais populosa de Goiás. Na área de energia, Marconi assinou em 2015 contrato com o diretor da divisão de Energia da Siemens Brasil, Guilherme Mendonça, para instalação de uma rede de distribuição de energia do Sistema Interligado Nacional em Luziânia. A linha de transmissão assegurará melhoria no fornecimento de energia para as 10 maiores cidades do Entorno de Brasília e Cristalina, e atenderá população de um milhão e meio de habitantes, devendo ser concluída no final de 2017.

Em 2015, em parceria com o então governador Rodrigo Rollemberg, o governador Marconi Perillo proporcionou a retomada da construção da Estação de Tratamento de Esgotos de Águas Lindas de Goiás. A ETE tem capacidade para atender a 135 mil habitantes em sua primeira etapa. Esta obra foi entregue hoje por ambos os governadores. O Governo de Goiás já investiu, por meio da Saneago, R$ 270 no Entorno. Os projetos estão orçados em R$ 718,4 milhões, com destaque para o Sistema Produtor de Corumbá IV, em parceria entre os governos de Goiás e do Distrito Federal.

Na área da Educação, investiu mais de R$ 1,1 bilhão na Região do Entorno apenas entre 2011 e 2014. Foram 28 escolas construídas/ampliadas, que vieram somar às 131 já existentes na região, para atender os 81.107 estudantes matriculados em 2015. Outras 30 unidades padrão século 21 estão em construção.

No setor da Segurança Pública, estão em operação os presídios de Águas Lindas, Novo Gama e Formosa.

Via Goiás Agora