Os efeitos de um transporte público caro e de má qualidade tiram o sono dos passageiros em Valparaíso de Goiás, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal.A precariedade atinge até mesmo as vans que transitam no município.

Os usuários de  microônibus reclamam de irregularidades a respeito da conservação de pneus, da necessidade de revisão mecânica dos veículos e revoltam-se com os frequentes assaltos que ocorrem durante os trajetos realizados pelos bairros da cidade.

De acordo com uma passageira, na última segunda-feira (18), muitas pessoas sofreram com mais um transtorno devido à falha nos freios de um veículo. “As vans são poucas, lotadas e vivem quebrando. Na manhã de segunda-feira, peguei uma que estava sem freio, e tiveram que mudar os passageiros para outra”, disse uma estudante de 15 anos – que pediu para não ser identificada.

van

Foto: 18/04/16 – Passageiros são trocados de van em Valparaíso. E o motivo foi a falha nos freios.

Outro cidadão conversou com a nossa reportagem e cobrou uma fiscalização maior por parte dos órgãos competentes e pede a renovação da frota da empresa que atende a demanda de transporte de Valparaíso.

“Precisamos ser respeitados e o transporte público de modo geral não me agrada. Quero andar com segurança até o meu trabalho, sem medo de acidentes e de maneira mais humana. Andamos em veículos superlotados e arriscando a vida. A Prefeitura deveria exigir a renovação da frota da empresa responsável pelo transporte daqui. Falta fiscalização”, falou Henrique Diniz.

No mês de fevereiro deste ano, uma roda desprendeu-se de uma van em movimento e acabou atingindo a porta da Igreja Deus é Amor, localizada no bairro Jardim Céu Azul. Na ocasião, felizmente, nenhum passageiro e transeunte ficou ferido no local.

Por Marcelo Carlos