Em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, o candidato a prefeito, Pábio Mossoró (PSDB), da coligação “Pela Reconstrução de Valparaíso”, ficou marcado por uma campanha limpa, propositiva e sem ataques aos adversários. É o que garantem muitas pessoas ouvidas pela nossa redação neste sábado, 1º de outubro, nas vésperas das eleições municipais.

Segundo o tucanato local, a decisão de não jogar sujo veio da alta cúpula do partido no Estado e não poderia deixar de ser respeitada no município. “É uma característica do PSDB. Priorizamos a realização de uma campanha limpa, sem agressões físicas ou verbais. Somos da paz”, afirmou uma grande liderança.

Em conversa informal com eleitores da cidade, ouvimos variadas opiniões, de apoiadores e opositores do psdbista. No entanto, boa parte deles considerou que a candidatura de Mossoró foi a mais atacada durante toda a campanha eleitoral.

“Não vejo o Pábio atacando ninguém e acho que é por isso que apareceu em primeiro lugar na última pesquisa. Nós cidadãos, estamos cansados de briga pelo poder. Queremos um prefeito que brigue pela nossa gente”, disse Paulo Francisco – morador do Jardim Céu Azul.

De acordo com Igor Castro, morador do Jardim Ipanema, Valparaíso precisa de representantes que falem de propostas possíveis e que não gerem ilusões ao eleitorado, mas acima de tudo, que respeitem as leis e os adversários.

“Cada um tem o direito ao voto livre e consciente. A nossa cidade merece um prefeito transparente, que não corrobore com coações, covardias ou mentiras. Eu repudio tudo isso e votarei naquele que melhor atender todas essas expectativas”, garantiu Igor.

Por Marcelo Carlos