Compartilhe esta matéria!

Operação fiscaliza áreas no Lago Corumbá IV e flagra carvoaria ilegal

As equipes da Dema e da Semad constataram, nos locais vistoriados, o desmatamento de vegetação típica do Cerrado para o fabrico de carvão

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), em apoio à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), deflagrou, de 24 de fevereiro a 1º de março de 2021, a Operação Marajá. A operação foi realizada nos municípios de Alexânia, Abadiânia e Silvânia para o combate a loteamentos irregulares às margens do Lago Corumbá IV e outros delitos ambientais.

Na diligência conjunta, vários loteamentos irregulares foram autuados e os responsáveis responderão administrativa e criminalmente com a lavratura do procedimento penal cabível pela Dema, que posteriormente será encaminhado para a Justiça local.

As equipes da Dema e da Semad constataram, nos locais vistoriados, o desmatamento de vegetação típica do Cerrado para o fabrico de carvão, cuja carvoaria funcionava sem a devida licença ambiental. As equipes utilizaram, durante a Operação Marajá, a embarcação da Dema para vistoriar o Lago Corumbá IV.

A ação integrada dos órgãos de defesa do meio ambiente é de suma importância para a proteção deste patrimônio. A operação resultou na lavratura, até o momento, dos seguintes procedimentos:

– 09 autos de pesca
– 03 autos de carvoaria com embargo e apreensão
– 02 autos de desmatamento
– 01 auto de descumprimento de realizar o cadastro estadual de barragens
– 01 auto por porte de motosserra sem registro
– 01 auto por ter em posse 66 mancos de aroeira sem comprovar origem
– 01 auto por receber e ter em posse 86 tábuas e 03 pranchas de angico

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF