Compartilhe esta matéria!


O carnaval de 2021: Marcado por inúmeras festas clandestinas

Apesar das proibições do feriado e 240.940 mortes no Brasil, o carnaval de 2021 é marcado por festas e aglomerações 

Este ano o carnaval foi cancelado por conta da pandemia do novo coronavírus, grande parte da população concordou com o cancelamento até porque não há clima em um momento de tantas mortes no país, porém uma pequena parcela realizou festas e aglomerações no feriado, podendo trazer novas infecções e mortes.

Aqui no Valparaíso, recebemos inúmeras reclamações dos nossos leitores, o senhor Danilo Santos morador do Bairro Esplanada afirma não haver respeito “todos os cidadãos possuem o direito de se divertir, trabalhar, estudar e descansar, mas devem respeitar o espaço dos outros. Não podemos invadir o direito alheio, quando esses cidadãos decidem realizar festas em meio a pandemia não estão pondo somente a vida deles em risco estão colocando a minha a da mãe deles, a família deles está em risco a partir do momento que se expõem tão fácil assim a um vírus tão fatal ”.  Desabafa nosso leitor.

Diversos bares, tabacarias e outros estabelecimentos foram flagrados em todo o país lotados e grande parte dos frequentadores estavam sem as máscaras. Em uma entrevista ao GloboNews o infectologista Álvaro Furtado afirma que esses ambientes são “totalmente propícios” para a transmissão do coronavírus. “De novo, a gente (pode ter que) dar passos para trás. E sem levar em consideração o cenário de variação genética, estar longe de uma cobertura vacinal, isso deixa a gente bastante preocupado”.

(Imagem: PDS.twimg/Reprodução)

A empatia e falta de amor ocupam o coração do próximo afirma Leandra Vidal moradora do Bairro Jardim Ingá “vi várias pessoas postarem festas, bloquinhos e folia vários amigos meus foram. É difícil a vacina ainda não é para todos, as pessoas acreditam muito que por já terem pego são imunes ou que não podem passar para outras pessoas que não são fortes assim o pessoal está sem amor”. 

Redação Alô Valparaíso