Compartilhe esta matéria!

Novas viaturas para o serviço de inteligência da Polícia Militar do DF

GDF investe R$ 3,2 milhões na renovação de diversos modelos da frota, garantindo mais segurança no patrulhamento

Uma função importante de qualquer política de segurança pública é prover de equipamentos modernos e atualizados as forças policiais. Desde o começo de 2019, o Governo do Distrito Federal investe em torno de R$ 3,2 milhões na aquisição de novas viaturas para a Polícia Militar do DF (PMDF), como motocicletas, carros, caminhões e embarcações aquáticas.

Para o começo deste ano, o GDF já finalizou o registro de preços e autorizou a compra de 44 viaturas de apoio operacional destinadas a serviços específicos de inteligência. A PMDF também incorporou à sua frota 442 novas motos – entre modelos 250cc, 800cc e 850cc –, 40 vans, 13 ônibus, 226 utilitários e 181 carros modelo hatch urbano.

As novas viaturas reúnem equipamentos mais confortáveis e espaçosos para o trabalho durante os patrulhamentos, gerando menos desgaste físico dos policiais. “A morbidade do trato musculoesquelético é uma das principais causas de afastamento dos policiais por licenças médicas, principalmente problemas na coluna e joelho, e a qualidade das viaturas pode atenuar essas manifestações”, explica o chefe da Comunicação em exercício da PMDF, major Borges.

(Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília)

Além do cuidado físico, as novas viaturas também trazem outras vantagens estratégicas para a corporação, como economia nos reparos mecânicos, e também mais segurança para seus ocupantes. Todas são equipadas com itens de segurança, como airbags e outros componentes que oferecem proteção a mais aos policiais.

“A modernização da frota torna o atendimento das forças de segurança cada vez mais rápido e eficiente, diminuindo a incidência de crimes, aumentando a sensação de segurança da população”, destaca o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres. “Ter um profissional treinado, motivado e bem-equipado vai impactar diretamente o tempo de resposta e na qualidade do atendimento à população.”

Com a colaboração da Agência Brasília