Novas armas começam a ser entregues para servidores penitenciários em Goiás

280 pistolas PT100 foram adquiridas

Na última segunda-feira (25), a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) deu início a entrega das 280 novas pistolas PT100 recém-adquiridas aos servidores penitenciários.

As novas armas de fogo, entre outros equipamentos de segurança penitenciária, custaram R$ 6,7 milhões em investimento, adquiridos com recursos dos governos federal e estadual.

O coronel Wellington Urzêda garante que a regra no sistema prisional é a honestidade, embora exista algumas exceções. “A honestidade é uma virtude e o seu exemplo não é só para os agentes prisionais, mas também para todos os servidores da segurança pública e servidores públicos em geral, bem como para todos os brasileiros”, completou.

Segundo a DGAP, as novas armas serão distribuídas para as unidades estaduais e os grupos especiais penitenciários: Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (GOPE), Grupo de Intervenção Tática (GIT) e Grupo Tático de Ações e Escolta (GTAE), que terão o atual armamento substituído.

Ainda de acordo com a Diretoria-Geral, ao todo serão distribuídos 275 coletes balísticos multiameaça nível II-A, 1.100 algemas de tornozelo e de transporte, 56 portais detectores de metal, 280 pistolas PT100, 59 viaturas locadas em substituição às viaturas Renault/Kangoo 2009/2010 (frota própria). Destes, são oito Pálios Weekend já entregues, enquanto que 51 Chevrolet Spin posteriormente. Há também 13 equipamentos de scanner corporal e 110 aparelhos de ar condicionado.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da DGAP
armamento

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária entrega novas pistolas para servidores. (Foto: Divulgação/DGAP)

Compartilhe esta matéria!