Tatiana Campos Gonçalves, 34 anos, moradora de Cristalina (GO), no Entorno do Distrito Federal, sonha conhecer a mãe biológica e vem fazendo uma intensa campanha nas redes sociais em busca de informações.

Hoje casada e mãe de 4 filhos, a mulher relata sem saber muitos detalhes, que nasceu no dia 26 de outubro do ano de 1981, no Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Após o parto, Tatiana foi entregue à senhora Eurides Campos (tia-madrinha) na porta do hospital. A tia foi quem levou a menina aos pais de criação, Maria Helena Campos Gonçalves e Jerônimo Gonçalves, que acabaram registrando-a como filha legítima.  

“A única coisa que sei é que a minha mãe deu à luz no HRT e que a minha tia a levou até a casa dela. Porém, ela não se lembra do lugar. Preciso muito encontrar a minha família biológica”, disse Tatiana.

Mesmo sem ter muitas pistas, Tatiana Campos segue cheia de esperança e pede ajuda de todos para encontrar a mãe biológica.

Sofrendo com depressão e síndrome do pânico, ela deseja encontrar sua progenitora e busca respostas para confirmar se seus problemas de saúde são mesmo genéticos.

Caso tenha alguma informação, entre em contato com o Alô Valparaíso ou ligue para (61) 9.9691-6146 (Tatiana Gonçalves).

Por Marcelo Carlos