Compartilhe esta matéria!

No DiVaN com Jorge Recife, promete fazer história e fomentar a cultura em toda a América do Sul

Dentro do veículo personalizado, o artista garantirá acesso gratuito à cultura e também desenvolverá o projeto MusicalizAÇÃO

Nasceu em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, o projeto no DiVaN – uma iniciativa de Jorge Recife, um conhecido e talentoso agitador cultural brasileiro.

Segundo o artista, cantor, compositor e promotor de eventos, o trabalho consistirá em entrevistas realizadas dentro de um veículo conhecido como Van, sempre recebendo convidados de diversos setores, que tenham atuação e trabalho desenvolvido em prol da sociedade. “Eu irei entrevistar ícones de diversas áreas artístico-cultural e grandes idealizadores de projetos sociais de arte por toda América do Sul, e também da nossa região de Brasília e Entorno”, confidenciou Jorge.

A Van conta com energia elétrica própria, sonorização, iluminação, um palco onde serão realizadas apresentações e executado outro projeto batizado como MusicalizAÇÃO. “No mesmo veículo serão desenvolvidas aulas de música e confecção de instrumentos feitos com material reciclável, ou seja, reutilizados”, destacou Recife.

Ambos os projetos possuem como objetivo central o desenvolvimento e o enriquecimento da cultura brasileira através da interação com outras culturas, fazendo assim que haja um vasto conhecimento por meio de ações direcionadas às pessoas em estado de vulnerabilidade social, que dificilmente ou quase nunca tem acesso a este tipo de atividade.

No DiVaN com Jorge Recife e Projeto MusicalizAÇÃO tiveram o apoio da Sicredi, que disponibilizou uma câmera SL3 Canon com microfone externo e luz; Acesso Office Shop Informática, que assegurou a produção de arte e adesivos; e Art Music que ofertou instrumentos musicais com sistema de fones sem fio.

“Os serviços de marcenaria foram totalmente doados pelo nosso amigo Reginaldo, conhecido no município por ‘Crepão’. Todo o trabalho nas redes sociais foi feito pelo Grupo Live Action. Já a parte de serralheria, foi possível graças a uma parceria com o amigo Davi da Serralheria Rosendo. Também tive ajuda do meu querido Manoel Mendes, um grande artesão da cidade”, finalizou Jorge Recife.

Da Redação do Alô Valparaíso