(Foto: Júnior Guimarães)

Compartilhe esta matéria!

“Não tiveram um minuto de recuo”, diz Caiado sobre policiais da operação Lázaro

Durante entrega de reforma do Comando de Missões Especiais da PM-GO, com investimentos que somam R$ 200 mil, governador enaltece atuação de quase 300 agentes de segurança que atuaram na captura de Lázaro Barbosa, entre municípios de Cocalzinho e Águas Lindas, no Entorno do DF

O governador Ronaldo Caiado, ao lado da coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás, primeira-dama Gracinha Caiado, homenageou, nesta quinta-feira (1º), os policiais que atuaram na força-tarefa para capturar o criminoso Lázaro Barbosa Sousa. A homenagem integrou a solenidade de inauguração da reforma da sede do Comando de Missões Especiais (CME) da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), em Goiânia.

“Não tiveram um minuto de recuo. A missão foi dada e cumprida, o que fez com que a tranquilidade voltasse a reinar naquela região”, enalteceu o governador ao destacar a competência dos policiais para resguardar as vidas e manter a paz e segurança das pessoas que habitam a localidade.

O pronunciamento do governador Ronaldo Caiado foi direcionado a todas as forças de segurança de Goiás e do Distrito Federal. O trabalho integrado envolveu as polícias Militar (PM), Civil (PC), Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF), além da Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (DPOE-DF).

“A vocês, meus aplausos e meu reconhecimento”, disse Caiado. “Esse é um legado que vai ficar para sempre. Cada policial aqui se sente respeitado e, ao mesmo tempo, reconhecido”, reforçou. “Nada é mais honroso do que caminhar nesse Brasil e receber homenagens que deveriam ser feitas a cada um de vocês que me emprestam esse prestígio ao agirem com determinação e garra”, destacou o governador.

Operação

Quase 300 agentes de segurança participaram das buscas e captura de Lázaro Barbosa, entre os municípios de Cocalzinho de Goiás e Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

Foram 20 dias de trabalho das equipes policiais até que a captura do criminoso foi anunciada por Ronaldo Caiado em suas redes sociais, na última segunda-feira (28). Após a prisão em área de mata, na zona rural, Lázaro foi levado pelo Corpo de Bombeiros para atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos.

“O sentimento de dever cumprido é uma coisa que me emociona”, declarou o titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Rodney Miranda. Para o secretário, o sucesso foi consolidado pela integração, harmonia e comprometimento do efetivo. “Nosso primeiro objetivo não era capturar o foragido, era impedir que fizesse mal a outro inocente. Fomos muito bem sucedidos”, afirmou.

Miranda destacou que a área coberta pela força-tarefa apresentava dimensão e características de relevo e vegetação que dificultaram o trabalho. “[As dificuldades] não diminuíram nem um milímetro o ímpeto da tropa. Foram dias difíceis, mas, graças ao bom Deus, tivemos sucesso”, concluiu.

O deputado estadual, Amauri Ribeiro, reconheceu o esforço diário de cada policial. “Parabéns pela luta em defesa da nossa sociedade. Vocês dão a vida para salvar as nossas vidas. Devemos muito a vocês que, sem sombra de dúvida, fazem um exímio trabalho”. Já o deputado estadual Coronel Adailton enfatizou a importância da integração colocada em prática pelos agentes envolvidos na caçada ao criminoso. “As nossas forças policiais de Goiás são, sem dúvida alguma, a melhor segurança pública do Brasil”, destacou.

Melhorias

Durante a manhã, o governador também entregou a reforma da sede do Comando de Missões Especiais (CME) da PM-GO. A obra durou seis meses e contemplou adequações nas instalações e nova pintura, com investimento de R$ 200 mil. A estrutura antiga, de aproximadamente 50 anos, não passava por melhorias há pelo menos sete anos. A empreitada foi possível com recursos da própria unidade, em parceria com a iniciativa privada.

Além de adequações na estrutura física do CME, que fica no setor Marista, em Goiânia, o espaço também ganhou uma pista de treinamento policial para preparação e capacitação de militares do Comando de Missões Especiais. Caiado acompanhou demonstrações realizadas no local.

A pista de treinamento recebeu 20 obstáculos de difícil transposição. O espaço leva o nome do 3º sargento Solano Francisco Leal, que morreu em setembro de 2020, vítima de Covid-19. O militar tinha mais de 10 anos de serviços prestados à corporação e atuava no Batalhão de Choque. Os familiares foram homenageados diretamente pelo governador Ronaldo Caiado e pela primeira-dama, Gracinha Caiado. “É um reconhecimento merecido”, comentou Heleide Motti Vieira, viúva do policial.

O Comando de Missões Especiais é estratégico na Polícia Militar para atender demandas de intervenção rápida. Atua com o planejamento, coordenação, execução e fiscalização de todas as ações de natureza especial da PM-GO. Estão sob responsabilidade do CME oito unidades especializadas: Batalhão de Operações Especiais (Bope); Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe), Batalhão de Choque (BPMChoque), Polícia Militar Rural (BPMRural), Companhia de Policiamento com Cães (CPCães) e Choque (CPChoque), Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graeer) e Regimento de Polícia Montada (RPMont).

Alô Valparaíso/*Com informações da Secom-GO