Segundo as estatísticas disponibilizados na quarta-feira, dia 3, pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), todas as naturezas de roubos registraram queda no período nos municípios do Entorno do Distrito Federal. Os roubos a veículos recuaram 32,61%, ao passo que os roubos a transeuntes cederam em 24,78%. Os roubos em comércios e em residências apresentaram quedas respectivas de 32,97% e 27,46%. Os furtos de veículos tiveram declínio de 26,23%, os furtos em comércios cederam em 16,6% e os furtos a transeuntes caíram 29,84%.

Além da forte redução nos homicídios (-45,57%), um dos alvos prioritários dos operadores de segurança pública em Goiás, as taxas de criminalidade, na região do entorno do Distrito Federal, em abril, cederam em outras dez modalidades. Os estupros foram reduzidos em 11,78% e as tentativas de homicídios diminuíram 33,33%. Houve redução, ainda, em todas as modalidades de roubos e furtos na região. Os roubos a transeuntes retrocederam (-28,01%), roubos de veículos (-21,1%), roubos em comércios (-31,51%) e roubos em residências (-12,68%). Por seu lado, os furtos a transeuntes recuaram (-51,79%), furtos em comércios (-32,61%), furtos em residências (-20,2%) e furtos de veículos (-1,32%). Os latrocínios, por outro lado, saltaram de dois para quatro casos no mês.

A região experimentou, neste quadrimestre anual, uma das maiores reduções da história para os crimes pesquisados. A taxa de redução dos homicídios já atinge 24,34%, e as tentativas de homicídios e latrocínios alcançaram redução de 36,46% e 38,1%, nessa ordem.

Também registraram reduções significativas, de janeiro a abril, os crimes de roubos a residências (-38,61%), roubos de veículos (-29,77%), roubos em comércios (-27,99%), roubos a transeuntes (-22,19%). Houve redução também nos furtos a transeuntes (-48,17), furtos em residências (-14,38%), furtos de veículos (-11,66%) e furtos em comércios (-3,36%). Os estupros cederam em 3,64%.

Via Goiás Agora