Compartilhe esta matéria!

Mulher é presa suspeita de abusar sexualmente da sobrinha de 11 anos

Segundo delegado, a menina passou uns dias na casa da tia para ajudar em tarefas domésticas enquanto ela estava doente. Suspeita alegou que a criança a seduziu.

Delegacia de Rubiataba, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Delegacia de Rubiataba, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma mulher de 50 anos foi presa suspeita de abusar sexualmente da sobrinha, que tem 11 anos, enquanto a menina passava uns dias na casa dela, em Rubiataba, região central do estado. O delegado Carlos Caetano Júnior disse que o estupro aconteceu uma vez e que a tia agiu de forma muita violenta.

“A sobrinha foi ficar na casa da tia porque ela está meio adoentada, para acompanhar. À noite, quando a menina saiu do banho enrolada na toalha, a mulher saltou sobre ela, arrancou a toalha, a jogou na cama e praticou o abuso de forma violenta”, explicou o delegado.

O nome da tia da criança não foi divulgado pela polícia. Por isso, a redação não localizou a defesa para se manifestar.

A mulher foi presa no último dia 2 e estava detida até a publicação desta reportagem, nesta quinta-feira (9). Segundo o delegado, a tia negou o abuso e alegou que a menina tirou a toalha para a seduzir.

O abuso sexual só foi revelado pela menina 15 dias depois de voltar para casa da mãe. “Ela ficou intimidada por se tratar de uma tia”, contou Carlos Caetano.

A mãe e a menina procuraram o Conselho Tutelar da cidade, que as acompanhou à delegacia para registrar o boletim de ocorrência. Caso a tia seja condenada pela Justiça, a pena pode chegar a 15 anos de prisão.

Alô Valparaíso/G1