Motoristas e pedestres reclamam de buracos na Rua Tupinambás

Principal Avenida do Setor de Chácaras Anhanguera está intrafegável e deve receber força-tarefa ainda nesta semana

Os moradores do Setor de Chácaras Anhanguera (A-B-C) estão pedindo atenção especial do poder público para a movimentada Rua Tupinambás, que é composta por um comércio forte e dispõe de linhas de transporte público.

A principal via dos bairros está assolada por buracos que causam inúmeros prejuízos aos motoristas e pedestres, que passam diariamente pelo local, em direção a diferentes pontos do município de Valparaíso de Goiás.

A avenida que liga o Anhanguera ao Jardim Céu Azul, e ainda dá acesso ao Valparaízo II, recebe diariamente um grande número de veículos. Como se não bastasse o intenso fluxo e as fortes chuvas que caíram nos últimos meses, é bastante comum no lugar, observar a água de residências e condomínios escorrendo direto para a Rua Tupinambás.

A água servida quase sempre é oriunda de pias, tanques e máquinas de lavar. Além de gerar lama, os vazamentos são responsáveis por danificar o asfalto e prejudicar ainda mais toda a comunidade.

Segundo a aposentada e moradora do Setor de Chácaras Anhanguera B, Sebastiana Souza Loureiro, de 68 anos, o problema já é antigo no bairro. Ela espera com expectativa o projeto PAC Anhanguera, que promete investir R$ 116 milhões em infraestrutura e saneamento integrado nos setores A, B e C. “Essa é a nossa esperança. Mas também precisamos fazer nossa parte. Não adianta arrumar e continuar despejando água com sabão nas ruas”, ressaltou.

Ainda nesta semana, o Governo de Valparaíso, por meio de sua Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos, deve promover uma força-tarefa no Setor de Chácaras Anhanguera. A Rua Tupinambás está inclusa no cronograma e receberá uma operação paliativa comumente chamada de ‘tapa-buraco’.

Da Redação do Alô Valparaíso

Rua Tupinambás nesta segunda-feira, dia 13 de maio. (Foto: Alô Valparaíso)

Compartilhe esta matéria!