Compartilhe esta matéria!

México pode legalizar a maconha a qualquer momento

A iniciativa busca combater o narcotráfico e regular o uso científico e industrial da planta

Após anos de luta cívica e jurídica, os deputados mexicanos se dispõem a aprovar nesta quarta-feira (10) um projeto que legaliza a maconha para fins recreativos e que poderia transformar o México em um mercado gigantesco.

A iniciativa, que também busca regular o uso científico e industrial da maconha, será votada na Câmara Baixa após ter sido avaliada no Senado em novembro. Isso representa um marco para o México, onde a violência do narcotráfico deixa milhares de mortos todo ano.

“Esta lei vai permitir o autocultivo, o cultivo comunitário, através de cooperativas e, por fim, a produção nacional”, explica a ativista Genlizzie Garibay, conhecida como ‘Polita Pepper’.

O texto, no entanto, pode voltar ao Senado para uma nova votação, já que os deputados modificaram grande parte do conteúdo. O partido de esquerda do governo domina ambas as câmaras.

A proposta mantém elementos como o porte lícito de até 28 gramas de maconha por pessoa, além de permitir o cultivo caseiro de no máximo oito plantas.

Diz também que os menores de 18 anos não podem ter acesso à cannabis e proíbe o consumo em áreas de trabalho ou escritórios.

Países em que a cannabis é liberada:

Canada, Uruguai, chile, Colômbia, Equador, Holanda, Itália e o resto da Europa.

Alô Valparaíso/