Na última quarta-feira (17), o governo de Goiás anunciou a retomada do Programa Estadual de Habitação para as Comunidades Quilombolas.

Na oportunidade, o governador Marconi Perillo (PSDB), autorizou 11 obras emergenciais para atender as necessidades de comunidades tradicionais quilombolas instaladas em território goiano.

De acordo com o portal Goiás Agora, entre as medidas, em caráter emergencial, estão 300 Cheques Mais Moradia e 300 Cheques Mais Moradia/Reforma com recursos do Tesouro Estadual, duas pontes e a oferta de três ambulâncias e 12 motos para agentes de saúde pública.

Segundo Lêda Borges (PSDB), deputada estadual e titular da Secretaria Cidadã, estas ações são o reconhecimento da importância sociocultural dessas comunidades tradicionais.

A Secretária Cidadã informa que na reunião de ontem foi criado um comitê para discussão de um plano estadual de políticas públicas para atender a essas comunidades quilombolas e que contará com a participação de secretarias e sociedade civil.

Lêda Borges garante que a sua pasta será responsável por capacitar líderes quilombolas e em abril irá até a região dos quilombos com a Ação Cidadã oferecendo serviços gratuitos.

Goiás possui hoje 33 comunidades certificadas pela Fundação Palmares em 28 municípios. O Estado tem o maior quilombo em extensão territorial do Brasil, uma área com mais de 250 mil hectares de Cerrado. Somadas, as comunidades quilombolas reúnem uma população de cerca de 5 mil habitantes.

Por Marcelo Carlos (com as informações do portal Goiás Agora)

leda leda