O comandante geral da Polícia Militar de Goiás, coronel Divino Alves de Oliveira, assinou a Portaria 07.902, oficializando a promoção, nos quadros de praças da corporação, de 1.600 policiais militares. As promoções se dão após todos os procedimentos regulares da comissão de promoção de praças, que avaliou tanto o critério de antiguidade quanto o de merecimento, além de outros, como prova física. A assinatura aconteceu na sexta-feira, dia 20.

Para o vice-governador e secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Eliton, esta é mais uma dentre tantas medidas que visam reconhecer e valorizar as forças policiais do Estado que atuam em defesa da população. “Esse reconhecimento e essa valorização são prioridades para o governo que quer destacar e promover cada vez mais esses profissionais que dedicam e arriscam suas vidas em favor da sociedade”, afirma.

O comandante geral da Polícia Militar de Goiás destaca que essas promoções são importantes para a tropa. “A mudança de graduação mexe muito com o policial, que se sente ascendendo na carreira e sendo reconhecido pelo trabalho que faz”, diz. Para ele, não há dúvida de que a promoção de uma só vez de 1.600 homens e mulheres da Polícia Militar vai deixar ainda mais motivada toda a tropa.

Graduações
Conforme o trabalho da comissão de promoção, os praças ascendem na carreira por tempo de serviço e também por merecimento em ações extraordinárias. Pelos critérios de antiguidade, foram promoções à graduação de subtenente da PM, primeiro sargento; a segundo sargento; à graduação de terceiro sargento; e à graduação de cabo PM. Pelos critérios de merecimento, foram promovidos, pela referida portaria, à graduação de subtenente, outros à graduação de primeiro sargento; à de segundo sargento;  à graduação de terceiro sargento. Outros policiais foram promovidos à graduação de cabo PM. A referida portaria foi enviada para publicação no Diário Oficial do Estado de Goiás.

De Goiás Agora