Na última quinta-feira, dia 14, mais 32 municípios são palco da força-tarefa do movimento Goiás Contra o Aedes, onde serão realizadas simultaneamente vistorias em todos os imóveis na busca e eliminação de criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika, febre amarela e chikungunya. A operação da Secretaria da Saúde, em parceria com o Corpo de Bombeiros, tem por objetivo visitar 3,120 milhões de domicílios em todo o Estado, até 31 de janeiro, nesta primeira etapa. Sendo repetido em outros três ciclos marcados para os meses de fevereiro, abril e junho, quando acaba o período chuvoso.

Os 32 municípios juntos abrangem, aproximadamente, 430 mil habitantes e a expectativa é vistoriar cerca de 105 mil imóveis. As atividades acontecem com a participação das equipes do Corpo de Bombeiros, agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, técnicos das regionais de saúde e dos municípios. As atividades continuarão nos dias 19, 21 e 26 de janeiro, quando será fechado o ciclo de mobilizações do mês de janeiro, totalizando a visita aos domicílios dos 246 municípios goianos.

Balanço
Até o momento, 110 municípios foram vistoriados nas primeiras ações do ano, que aconteceram entre os dias 6 e 12 de janeiro. Até às 12h45 desta quarta-feira, dia 13, foram visitados 168 mil imóveis. Desses, em 122 mil os agentes puderam entrar para realizar o trabalho de prevenção e combate, onde foram encontrados 5.357 focos do mosquito.

Números
Goiás registrou, em 2015, 189.030 casos de dengue, com 81 óbitos. Foram notificados 147 casos de chikungunya, sem nenhum confirmado. Também, houve notificação de 81 casos de zika vírus, com cinco confirmados. Um total de 53 casos de microcefalia foram relatados no Registro de Eventos em Saúde Pública (Resp), sendo que estão em investigação oito casos relacionados ao zika vírus, mas até agora nenhum foi confirmado.

Mais informações: (62) 3201-3811

Postado por Marcelo Carlos (com as informações de Goiás Agora)