Mais de 3 mil vagas estão sendo criadas na Papuda

Obras de novos pavilhões foram retomadas pelo GDF

Com o objetivo de desafogar a superlotação do sistema carcerário local, o Complexo Penitenciário da Papuda vai abrir um novo presídio para abrigar 3,2 mil internos. Segundo a Agência Brasília, serão 16 módulos de vivência – como são chamados os pavilhões – mais modernos e com capacidade para 200 detentos cada um.

De acordo com o GDF, todos os cômodos terão celas com banheiros, salas para atendimento médico e odontológico, acesso especial para advogados e pátios para banho de sol. A intenção é realocar para esses galpões os detentos em regime de prisão provisória, que ocupam uma ala ao lado.

Ainda de acordo com o Governo do Distrito Federal, a entrega dos novos pavilhões, prevista para o final de abril de 2020, faz parte do conjunto de investimentos do governo na segurança pública do DF, ação iniciada em janeiro deste ano. O setor recebeu poucos recursos nos últimos anos, o que acabou causando a paralisação das obras, em 2018, por falta de pagamento à empresa vencedora do contrato de licitação

Papuda

O nome do Complexo Penitenciário da Papuda faz referência à antiga fazenda onde vivia uma mulher portadora de deformidade física. A área foi desapropriada para abrigar o presídio, inaugurado em 16 de janeiro de 1979.

Inicialmente a estrutura foi destinada a abrigar 240 detentos. Atualmente o complexo é formado por cinco presídios, que abrigam milhares de internos.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da Agência Brasil

Complexo Penitenciário da Papuda. (Foto: Fotos: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília)

Compartilhe esta matéria!