Um total de 2.351 proprietários de veículos foi abordado nas blitze realizadas em junho pelo Batalhão Fazendário Militar em parceria com a Secretaria da Fazenda. Eles pagaram mais de R$ 3,2 milhões referentes a IPVA atrasado, Licenciamento, DPVAT e, em alguns casos, multas de trânsito.

No trânsito são realizadas duas operações na Capital e uma no interior do Estado, diariamente. É utilizado o equipamento OCR (Leitor Ótico de Caracteres, em tradução livre) que identifica, pela placa, os veículos em situação irregular, que são parados pela Polícia Militar do Estado de Goiás. 

O atraso no pagamento do licenciamento pode levar à retenção do veículo, pelos policiais militares. A Sefaz participa das operações emitindo o boleto para pagamento do IPVA atrasado, caso o proprietário queira regularizar a situação junto à Secretaria.

Via Goiás Agora